Jornal Tribuna Sisaleira

Jornal Tribuna Sisaleira

APÓS ALERTA DO NOSSO SITE, ANIMAL CAUSA ACIDENTE AGORA EM TUCANO.

Após a matéria do Tribuna Sisaleira, alertando os Animais solto nas ruas das cidade de Tucano, um acidente ocorreu agora a pouco, as 18h, na casa amarela, onde um motorista de Pinhões, bateu de frente ao animal. 
DAQUI A POUCO MAIS DETALHES...
VEJA ABAIXO A MATÉRIA PULICADA ANTERIORMENTE ALERTANDO OS RISCOS...
Animais solto nas ruas das cidades tem causado prejuízos, riscos de acidentes e transtornos ao munícipes. Está é a realidade de cidade como exemplo de Araci, Canudos e Tucano. O prolema é passado do dono do animal a Prefeitura das cidades que não criam e nem aplica legislação proibindo a livre circulação de animais de pequeno, médio e grande porte pelas ruas do município e se já existe leis, não estão aplicando com exito, já que cotidianamente o que se vê é todo tipo de animais que deveriam sr criados por seus donos, presos e/ou em local apropriado que não cause risco ou dano ao próprio animal nem mesmo a pessoas.
ARACI, Os animais comem as gramas das praças, como vemos na foto ao lado, a da pracinha da Igreja Matriz na praça da conceição e as da entrada da cidade onde corta a BR116, colocando em risco a integridade física de transuantes de carro ou não. Não conseguimos informações com a prefeitura sobre a existência de leis municipais e nem se existe ação de combate a esta situação.
TUCANO,  é outro exemplo de uma cidade que aparentemente a prefeitura assume a culpa junto aos ciadores de animais que são flagrados solto nas ruas sem ser apreendido e não se tem conhecimento nem divulgação de normas municipais que vise preservar a saúde e ordem pública com a inibição deste animais que circulam livremente nas ruas e praças da cidade e em Caldas do Jorro que é um local turístico onde animais circulam na vegetação da caatinga plantada nos jardins pelo Prefeito, Doutor Sérgio.
CANUDOS, A Prefeitura informou que a livre circulação de animais de pequeno, médio e grande porte pelas ruas do município está proibida. O animal que for pego solto nas ruas será apreendido e o seu proprietário terá até 48h para resgatá-lo mediante o pagamento de taxa. Após esse prazo, o animal que não for resgatado pelo seu dono será retirado do município. A decisão tem base nas normas municipais que entrou em vigor nesta ultima segunda-feira (12),e visa preservar a saúde e ordem pública.