Jornal Tribuna Sisaleira

Jornal Tribuna Sisaleira

SERVIDORES DA SAÚDE DE ARACI REVOLTADOS NESTE FINAL DE ANO COM O PREFEITO SILVA NETO.



Servidores da saúde de Araci têm suas festas de final de ano frustradas por falta de pagamento do seu “décimo terceiro salário” e “terço de férias”. Tristes por verem seus planos e projetos de fim de ano irem por aguá a baixo, eles lamentam não terem a alegria de presentear seus filhos e familiares, de fazerem a viagem dos sonhos como haviam planejado. Acontece é que a prefeitura de Araci está com o terço de ferias atrasado de alguns servidores desde o mês de setembro deste ano. E como se não bastasse o décimo terceiro salário destes servidores também não foi efetuado.
Em grupos de Whatsapp os servidores lamentam a situação: A.N.S. “Em anos como servidora da saúde de Araci nunca vi isso acontecer com agente...”; C.C.S.L “O problema é que muitos já tinham compromisso para depois do recesso...”; M.A.A.S “Misericórdia! Vamos passar o Natal sem nada”; K.G.O.M “...hoje são 20.12. alguém sabe algo sobre o 13º? Pq meu aniversário foi em outubro. É correto receber o décimo ano que vem?”. O Sindicato dos Servidores Municipais de Saúde de Araci – SIMSAÚDE, vem dialogando com a gestão no intuito de resolver o problema. A promessa erá de que a situação seria sanada no final do mês de outubro, o que não aconteceu. Até a presente data (24/12/2018) o décimo terceiro e o terço de ferias destes servidores não chegou, ainda, em seus bolsos.
Podemos perceber que o vilão dessa história não pode ser a inflação. A explicação não foi exposta para os servidores por parte da gestão. Os servidores buscam entender o motivo destes atrasos. Os indicadores do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor - Amplo) nos últimos 5 anos, mostram que a inflação se manteve estável 6,50% a 6,41% entre os anos de 2014 a 2016, com uma alta expressiva apenas em 2015 que atingiu a cifra de 10,67%, segundo dados do IBGE. Este mesmo estudo mostra que a inflação caiu para 3,69% em 2018 e esteve em 3,69% em 2017. Segundo o G1 do mesmo ano.
Araci tem hoje na saúde, exceto os Agentes Comunitário de Saúde, 252 servidores efetivos e 127 contratados distribuídos em cargos comissionados e dentre outros. Podemos observar que é elevado o número de contratados se compararmos com a quantidade de servidores efetivos. Se considerarmos que estes servidores estivessem recebendo um salario mínimo cada um, visto que o salário mínimo, no momento, é de R$ 954, o montante em folha chegaria a R$121.158,00, sem considerar que muitos destes contratados recebem acima de 2 mil reais. Então este montante pode chegar a valores bem maiores que R$121.158,00. Sendo assim, o pagamento em folha destes contratados chega a mais de 10% das receitas oriundas do Fundo Nacional de Saúde, que neste mês de dezembro, até o dia 23, repassou para o município de Araci o montante de R$ 835.081.54. Possa ser que esteja aqui, no elevado número de contratos, o motivo pelo qual os recursos municipais não estejam sendo suficientes para cobri a folha dos servidores efetivos da saúde de Araci.
Os servidores da saúde de Araci clamam à gestão que os seus proventos, referentes ao décimo terceiro salário e terço de ferias, sejam pagos antes do dia 31 de dezembro.