Santaluz: adolescente de 13 anos morre afogado no Açude Tapera

Jornal Tribuna Sisaleira

Jornal Tribuna Sisaleira

Médico desligado do hospital de Santaluz volta a falar sobre o assunto

Médico desligado do hospital de Santaluz volta a falar sobre o assuntoO médico Arismário Barbosa Júnior, que foi desligado junto com outros três médicos do quadro de funcionários do hospital municipal de Santaluz, afirmou, por meio de nota divulgada nesta quinta-feira (24), que “a então Secretária de Saúde desconhece o acordo firmado junto ao diretor clínico, onde eu faria a prescrição da enfermaria e após seria liberado para fazer qualquer atividade, sendo que na parte da tarde estaria atendendo no posto de saúde como sempre fiz, não em regime de plantão, mas em atendimento ambulatorial”.

Nesta quarta-feira (23), a secretária de Saúde do município, Jamile Sena, disse que Arismário foi demitido após ser advertido várias vezes por deixar o plantão para cuidar de negócios pessoais. “Antes do desligamento, ele foi advertido várias vezes por deixar os plantões no hospital para realizar atendimentos na sua clínica particular ou resolver problemas relacionados à sua farmácia e seu laboratório, e até mesmo da clínica a qual ele é sócio na cidade de Retirolândia. Por fim, entendemos que ele tinha outras prioridades e infelizmente tivemos que tomar essa decisão visando manter a qualidade do serviço prestado à população luzense”, disse Jamile.
Na nota, o médico, que recebia salário de R$ 36 mil reais para atender na Unidade Básica de Saúde e no hospital disse acreditar que a sua demissão tenha cunho político. Também declarou que sempre atuou com profissionalismo e que o povo conhece sua integridade. Ainda na nota, Arismário afirmou que “dou por encerrado esse assunto”.
A secretária de Saúde do município foi procurada e disse que não iria mais se manifestar sobre o assunto, ressaltando que “todas as medidas foram tomadas para preservar os interesses do cidadão luzense e manter a qualidade do serviço prestado à população”.
Entre o fim do ano passado e janeiro deste ano, a prefeitura de Santaluz exonerou todos os servidores nomeados e demitiu vários contratados. Alguns vêm sendo renomeados ou recontratados gradativamente pela gestão municipal. Entre os demitidos estão os médicos Arismário Barbosa Júnior, Ada, Bruno e Edson que foram desligados do quadro de funcionários do hospital do município. Nesta terça-feira (22), Arismário usou as redes sociais para comentar o assunto e afirmou que continuará atendendo na clínica particular que ele é dono. Fontes revelaram ao Notícias de Santaluz que o médico recebia salário de R$ 36 mil reais para atender na Unidade Básica de Saúde e no hospital. A secretária municipal de Saúde, Jamile Sena, disse que o médico foi demitido após ser advertido várias vezes por deixar o plantão para cuidar de negócios pessoais. “Antes do desligamento, ele foi advertido várias vezes por deixar os plantões no hospital para realizar atendimentos na sua clínica particular ou resolver problemas relacionados à sua farmácia e seu laboratório, e até mesmo da clínica a qual ele é sócio na cidade de Retirolândia. Por fim, entendemos que ele tinha outras prioridades e infelizmente tivemos que tomar essa decisão visando manter a qualidade do serviço prestado à população luzense. Entretanto, o hospital continua funcionando normalmente, disponibilizando atendimentos com três médicos, por dia, além das especialidades que são ofertadas na UBS e em outras unidades do município”, afirmou a secretária de Saúde.