Jornal Tribuna Sisaleira

Jornal Tribuna Sisaleira

Núcleo Regional de Saúde confirma surto de dengue com mais de 300 casos e uma morte em Feira de Santana

Núcleo Regional de Saúde confirma surto de dengue com mais de 300 casos e uma morte em Feira de Santana. O município de Feira de Santana registra um surto de dengue desde o dia 1º de janeiro com 782 casos notificados, 370 confirmados e uma morte por dengue hemorrágica até o presente momento. A informação foi dada ao Acorda Cidade pelo coordenador do Núcleo Regional de Saúde (NRS), Edy Gomes, na tarde desta quarta-feira (6). O NRS é responsável pelo controle da saúde em 72 municípios e em alguns deles na região da Chapada Diamantina como como Seabra, Iraquara e de Lençóis. Sendo que este último já está com 70 casos suspeitos da doença.

No caso de dengue hemorrágica em Feira de Santana, trata-se de uma estudante de 18 anos, que no último dia 29 de janeiro, sentiu-se mal, foi atendida em algumas unidades de saúde e evoluiu para óbito. Outro caso que o NRS está em investigação é de uma senhora da cidade de Conceição do Jacuípe. Ela faleceu, mas ainda não há confirmação sobre a doença.
Foto: Ney Silva/Acorda Cidade
Diante desses casos, Edy Gomes informou que o NRS está fazendo o monitoramento com a realização de bloqueio de transmissão através de UBV, já que é atribuição do estado e além disso, distribuiu 370 kits de sacolas completas para os agentes de combate de endemias . “Em Feira de Santana há um déficit de mais de 200 agentes de combate a endemias”, afirmou.
O coordenador do NRS também informou que foram disponibilizados para Feira de Santana mais de 11 mil frascos de repelentes para a prevenção das arbovirores (dengue, zika e chikungunya). Estes kits são do estoque residual do Ministério da Saúde e serão destinados para gestantes ou mulheres em idade fértil, supervisão das ações de bloqueio e transmissão para melhorar a efetividade desses bloqueios.
Surto de dengue altera rotina de atendimento nas unidades de saúde
Devido ao surto de dengue, as unidades de saúde de Feira de Santana estão ficando sobrecarregadas, principalmente as policlínicas. A do Tomba, que tem um laboratório, vem recebendo por dia solicitações de 400 exames de suspeitas de dengue. “Essas solicitações vem de todas as unidades, incluindo as unidades básicas de saúde. Nossas notificações seguem para a Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) que por sua vez, manda para o NRS”, informou o gerente José Pires Leal.
Ele disse que todos os exames laboratorias feitos de 1º de janeiro até hoje, 40% deles apresentaram suspeita de dengue e que devido ao aumento do número de pessoas buscando as unidades de saúde, principalmente, nas policlínicas, o atendimento mais que dobrou com uma média de 270 pacientes por dia.
José Pires Leal frisou que nos casos em que o paciente apresente algum sangramento a unidade de saúde encaminha o paciente para a regulação estadual com a solicitação de internamento hospitalar com urgência.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade
“Nós não fazemos mais transferência direto das policlínicas para o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), sem antes passar pela regulação. Isso foi criado pelo governo do estado e nós estamos obedecendo”, conclui.