Tucano - BA

Uso de celular é a terceira maior causa de acidentes no trânsito, diz superintendente

Uso de celular é a terceira maior causa de acidentes no trânsito, diz superintendente. A combinação celular e direção é uma das principais causas de acidentes de trânsito no Brasil. Em Feira de Santana, segundo o superintendente municipal de trânsito, a realidade não é diferente. Ele informou que no ano passado foram em torno de seis mil notificações por uso do celular e este ano até o início do mês de maio já ultrapassava 1.300 notificações.

“Celular não combina com direção. Se a pessoa precisa falar ao celular numa emergência, deve encostar o carro em local onde é permitido estacionar. Essa é a terceira maior causa de acidentes de trânsito no Brasil. Pesquisas mostram que se a pessoa tiver a 60km/h no veículo e usar o celular por um segundo, o carro vai avançar 20 metros. Como normalmente uma pessoa que usa o celular se distrai pelo menos de 3 a 4 segundos, significa dizer que a 60km/h se avança quase 100 metros sem a devida atenção”, observou o superintendente.
Ele destacou que tanto falar ao celular quando mandar mensagens de texto são proibidos na direção e informou que quando se coloca o celular no ouvido, se manuseia para uma mensagem ou apenas pega para desligar ou atender uma ligação, são considerados infração de trânsito, sendo objeto de penalização.
“Temos duas situações de infração gravíssima com sete pontos na carteira e 293 reais e 46 centavos de multa e temos uma situação média com quatro pontos na carteira e quase 190 reais de notificação em valor”, informou, acrescentando que a prática de falar ao telefone enquanto se dirige um veículo tem causado muitos acidentes em Feira de Santana.
“Muitos atropelos por distração, tudo isso por causa do desvio de atenção. Quando estamos dirigindo nossa obrigação é ter atenção na via, no trânsito. Feira tem mais de 300 mil veículos, com um fluxo muito intenso, com muitos cruzamentos e muitas opções de tomada de decisão e é preciso que se dedique total atenção”, frisou.
Acidentes envolvendo motocicletas
De acordo com dados da Superintendência Municipal de Trânsito (SMT), 73% dos acidentes com vítimas em Feira de Santana envolvem motocicleta. Devido a esse número alto, Maurício Carvalho informou que no dia 30 deste mês um seminário será realizado para discutir essa questão, envolvendo diversas instituições. Ele ainda lembrou que muitos motociclistas também comentem infração com o uso do celular no trânsito.
“Eles colocam o celular embaixo do capacete e automaticamente tira a trava. Desse modo, no primeiro impacto, o capacete vai cair e ele vai bater a cabeça na via, o que pode ser fatal. Também não pode guiar a motocicleta usando uma das mãos, pois esse veículo é muito mais perigoso do que um carro, pois só tem duas rodas. Temos um índice grande de acidentes de motocicletas e temos que discutir esse assunto”, afirmou.