Jornal Tribuna Sisaleira

Jornal Tribuna Sisaleira

TUCANO AGORA: Guarda Civil Municipal de Tucano realiza protesto na manhã deste sábado (20).

AGORA EM TUCANO, GCM, Cobrando melhores condições de trabalho a Guarda Civil Municipal de Tucano realiza protesto na manhã deste sábado (20). 
Agora, nesta manhã de sábado, dia 20.07.2019, os Guardas Civis Municipais de Tucano na Bahia, realiza uma grande mobilização aproveitando o fluxo da feira livre do município para reivindicar melhores condições de trabalho. "Estamos sendo humilhados em nossos direitos, não conseguimos avançar no cumprimento das promessas do gestor em favor do que fora acordado em assembléia e as condições de trabalho da nossa guarda é humilhante".
A Renvindicação foi iniciada na sede, seguiu pela avenida principal em direção a praça do Bradesco, onde com apitos e gritos de guerra está a falta de cumprimento de acordo junto ao município, prefeito, onde foi solicitado: Reajuste salarial, viaturas, equipamentos de segurança, e reforma do Pelotão de Caldas do Jorro. 


Veja matérias anteriores...

ABRIL 2018
Agora, manhã de sábado, dia 28.04.2018, os Guardas Civis Municipais de Tucano na Bahia, estão realizando mais uma mobilização na feira livre do município de Tucano e em seguída prometem ir a caldas do jorro, em favor do decreto de paralização por tempo indeterminado que começa a contar exatamente hoje, onde foi tomada esta medida foi tomada após diversas tentativas de acordo junto ao município, onde foi solicitado: Reajuste salarial, viaturas, equipamentos de segurança, e reforma do Pelotão de Caldas do Jorro. 

Tudo sobre a pralização da Guarda Municipal de Tucano-BA

Agora, manhã de sábado, dia 28.04.2018, os Guardas Civis Municipais de Tucano na Bahia, estão realizando mais uma mobilização na feira livre do município de Tucano e em seguída prometem ir a caldas do jorro, em favor do decreto de paralização por tempo indeterminado que começa a contar exatamente hoje, onde foi tomada esta medida foi tomada após diversas tentativas de acordo junto ao município, onde foi solicitado: Reajuste salarial, viaturas, equipamentos de segurança, e reforma do Pelotão de Caldas do Jorro.
A comissão na quinta-feira, 19.04.2018, se reuniu com o prefeito, Dr. Sérgio, que não cedeu a solicitação dos Guardas que decidiram paralisar os serviços, greve por tempo indeterminado.
Os Guardas Municipais, estão agora acusando o prefeito de represaria pois após o anúncio da paralização, o prefeito teria modificado a escala de serviço, que era de regime de plantão (24/72), passando a valer uma carga horária de oito horas/dia.

Guardas Municipais de Tucano-BA acusam prefeito de represália após decreto de greve da categoria por tempo indeterminado

Guardas Civis Municipais, da cidade Tucano-BA, decretaram greve por tempo indeterminado, a contar de sábado, 28. A medida foi tomada após diversas tentativas de acordo junto ao município, onde foi solicitado: Reajuste salarial, viaturas, equipamentos de segurança, e reforma do Pelotão de Caldas do Jorro.
Na última quinta-feira, 19, após não lograrem êxito em tentativa de acordo com o prefeito Dr. Sérgio (PSD), os Guardas decidiram paralisarem os serviços como forma de advertência, fato que ocorreu no dia seguinte. Segundo informações, em outra tentativa de acordo, Dr. Sérgio aumentou a proposta do reajuste, de 3% para 4,5%, o que não foi aceito pelos agentes.
Desta forma, sem avanço na tentativa de acordo, os Guardas decretaram a greve por tempo indeterminado.
Represália
De acordo com Guardas Municipais, após o anúncio da greve, o prefeito teria modificado a escala de serviço, que era de regime de plantão (24/72), passando a valer uma carga horária de oito horas/dia.
O PORTAL teve acesso com exclusividade à Portaria Nº 01, de 27 de abril de 2018, onde o Secretário de Segurança Pública do município, Carlos Alberto de Santana Farias, deixa bem claro que tal decisão foi tomada em decorrência do anúncio de paralisação da categoria, porém o objetivo é garantir que 30% dos agentes exerçam suas respectivas atividades, sem prejudicar a segurança dos cidadãos. Veja a Portaria na íntegra:
Por outro lado, os Guardas afirmam que o ato de mudança de escala é represália por parte do gestor municipal, já que tal medida poderá afetar no adicional noturno, acarretando em perdas salariais.

Decretada GREVE Guarda Civil Municipal de Tucano, já que a reunião que aconteceu agora as 15h30, deste dia 25.04.2018,  na prefeitura entre a comissão dos GCM e o Prefeito Sérgio, mais uma vez não gerou resultados positivos para a classe, já que o prefeito não atendeu o pedido de aumenta salária desejado. A reunião foi a portas fechada e a imprensa não teve acesso e nem foi recebida pelo prefeito.

Agora com a decretação de greve, que por lei deverá os GCM ficarem sem atender a demanda do município, paralisados na sede da guarda, ressalva para os 30% obrigatório por lei, e além da paralisação os paralisados irão realizar atividadesreivindicatória no sábado na feira livre e em caldas do jorro no domingo, mostrando a sociedade a necessidade de aumento de 10,5% dos seu rendimento, ou seja, salário base de 1.100,00.

Acabando a assembleia que terminou após a classe aprovar 99% a paralisação a comissão retornou a prefeitura para anunciar a decisão ao prefeito.

Ainda na prefeitura encontramos também a comissão dos agentes comunitários de saúde e de combate a edemias de Tucano que anteriormente havia tido reunião e a assembleia tinha decidido pela  paralisação das atividades dos agentes comunitários de saúde e de combate a edemias de Tucano, através do decreto 02/2018, dia 20, pela presidente Maria José Aragão, que convocou a classe para se reunir, hoje, dia 23 de abril de 2018, onde decidiu parar suas ações e atividades por não ter suas reivindicações atendida pelo então prefeito. Esta também veio negociar e não obteve exito nas suas exigencias


Veja os Videos as fotos e as materias anterior publicadas:



Acabou a assembleia que decidiu pela  paralisação das atividades dos agentes comunitários de saúde e de combate a edemias de Tucano, através do decreto 02/2018, dia 20, pela presidente Maria José Aragão, que convocou a classe para se reunir, hoje, dia 23 de abril de 2018, onde decidiu parar suas ações e atividades por não ter suas reivindicações atendida pelo então prefeito.


Tudo como sempre em conflito entre o atual gestor, Prefeito, Luis Sério e as classes, desta vez os agente da Guarda Civil Municipal de Tucano, iniciaram esta semana sua paralisação e as suas atividades desde a tarde de quinta-feira (19), após participarem de uma reunião com o poder público do município.

Agora a convocação para uma assembleia que decidirá sobre a paralisação das atividades vem dos agentes comunitários de saúde e de combate a edemias de Tucano, através do decreto 02/2018, assinado hoje, dia 20, pela presidente Maria José Aragão, que convoca a classe para se reunir dia 23 de abril de 2018, as 8h, onde decidirá parar ou não por não ter suas reivindicações atendida pelo então prefeito.