Tucano - BA

VEREADORES DE ARACI E TUCANO X EMBASA

CHUVAS FORTÍSSIMAS EM SALVADOR DEIXA CAOS NA CIDADE


A Defesa Civil de Salvador (Codesal) registrou até as 11h da manhã desta terça-feira (26) 130 ocorrências em toda a capital baiana.
Foram 42 alagamentos de imóvel, 42 deslizamento de terra, oito alagamentos de área, sete ameaças de desabamento, 13 ameaças de deslizamento, duas árvores caídas, três desabamentos de imóvel, sete desabamentos de muro, quatro desabamentos parciais, um destelhamento e uma infiltração.
Os bairros do Cabula e Tancredo Neves somaram o maior número de ocorrências.


Um muro desabou e atingiu um poste, que caiu sobre um carro na Orla de Amaralina, em Salvador. O incidente ocorreu na manhã desta terça-feira (26) por causa da forte chuva que atinge.
O trânsito na região é intenso. Por causa da queda do poste, a região está sem energia no local.


Com a forte chuva que cai em Salvador na manhã desta terça-feira (26), a vegetação junto com terra caiu na via do Dique do Tororó, em frente à Arena Fonte Nova, sentido Bonocô e Djalma Dutra.
A Codesal já foi acionada, de acordo com a Transalvador. O trânsito está congestionado na região. Há diversos pontos de alagamento na capital baiana.

Como consequência das chuvas que acometem a capital baiana nesta terça-feira (26), a Defesa Civil de Salvador (Codesal) acionou as sirenes de Baixa de Santa Rita, Calabetão, Bom Juá, Vila Picasso, Voluntários da Pátria e Baixa do Cacau. Dessa forma, os moradores dessas localidades devem se retirar “imediatamente”.
“(...) Saiam das suas residências, evacuem o local e procedam pela ida ao local seguro, preferencialmente alguma escola municipal na comunidade”, ressalta o diretor-geral da Codesal, Sósthenes Macedo, ao pedir apoio da imprensa na divulgação do alerta. Ele salienta que o órgão está seguindo o protocolo para evitar acidentes (saiba mais aqui).

"A gente acionou a sirene porque ela [a chuva] já passou dos 150mm que o protocolo remete ao acionamento. Foi muita chuva nas últimas três horas, de modo que nós precisamos fazer com que as pessoas saiam das suas casas", esclarece o diretor. O último boletim enviado pela Codesal indica que, nas últimas 48 horas, choveu 186,8mm no bairro de Bom Juá, maior acúmulo pluviométrico no período. Já no Calabetão, o volume de água chegou a 167,2mm.
A chuva torrencial que cai em Salvador desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira (26) traz prejuízo também para os bolsos.
Em uma simulação feita com o Uber entre os bairros Caminho das Árvores e Nazaré, que normalmente chega a R$ 20 mesmo com preço dinâmico, agora está custando R$ 50. Um aumento de cerca de 150%. Outra simulação feita com o aplicativo 99 também deu o mesmo preço.
Há diversos pontos de alagamento na capital baiana. A Defesa Civil de Salvador (Codesal) informa que o nível de alerta atingiu grau máximo.

Por causa da chuva torrencial que cai em Salvador desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira (26), a Estação Detran do metrô está com a operação interrompida. Passageiros se aglomeram na esperança do sistema voltar a funcionar. Os trens ainda estão parados na estação com as portas abertas.
Em nota, "a CCR Metrô Bahia informa que devido ao grande volume de chuvas que caiu em Salvador, o metrô está com operação temporariamente interrompida no trecho entre as estações Acesso Norte e Rodoviária".
Ainda segundo a CCR, "a equipe de manutenção está atuando no local para viabilizar a normalização da operação o mais breve possível".
"A concessionária ressalta ainda que está informando aos clientes sobre a ocorrência por meios de avisos sonoros e placas de sinalização nos trens e estações. Agentes de Atendimento e Segurança (AASs) também estão fazendo a orientação presencial. A operação segue normal entre as estações Rodoviária e Aeroporto e em toda a Linha 1. Os passageiros que preferiram sair do sistema foram ressarcidos, em forma de bilhete, para uma nova viagem de metrô", diz um trecho da nota. (Atualizada às 10h05)Veja o vídeo: