Jornal Tribuna Sisaleira

Jornal Tribuna Sisaleira

Após teste em laboratório, Ministério da Ciência diz que analisará ação de medicamento em pacientes com coronavírus

1ª etapa da pesquisa foi liderada por centro em Campinas. Agora, 500 pacientes em sete hospitais receberão a droga; testes devem durar ao menos um mês. O Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) anunciou nesta quarta-feira (15) que uma pesquisa vai testar, em pacientes, se um medicamento já disponível no Brasil pode ser eficaz contra a Covid-19. Em Brasília, o ministro Marcos Pontes disse que a droga teve resultados positivos em testes de laboratório conduzidos por pesquisadores do Centro Nacional de Pesquisa em Energias e Materiais (CNPEM). Segundo Pontes, o nome do medicamento não será divulgado durante a fase de pesquisa. O medicamento faz parte de um estudo que analisou mais de 2 mil moléculas já conhecidas na produção de remédios. Segundo o CNPEM, a droga se mostrou capaz de reduzir em até 94% a carga viral nos ensaios celulares. Agora, depois dos resultados com células infectadas em laboratório, o fármaco será analisado em uma fase de testes clínicos: ele será aplicado em um grupo de 500 pacientes. A expectativa é que esta fase dure ao menos um mês. Os testes em humanos para tratamento da Covid-19 foram aprovados pelo pelo Conselho Nacional de Ética em Pesquisa (Conep) e serão realizados em sete hospitais no Brasil.