CADÊ AS LANCHAS DO PROJETO CAMINHOS DA ESCOLA DE ARACI QUE CHEGARAM EM 2012 NO POÇO GRANDE!?

 

As redes sociais voltam a cobrar da Prefeitura Municipal de Araci, através da Secretaria de Educação, sobre o destino dado as LANCHAS ESCOLARES que foram entregues em julho de 2012, na comunidade de Poço Grande e que depois de entregue a comunidade sempre cobrou da gestão pública a falta de manutenção, uso e destino dados a estas duas lanchas escolares para transportar alunos que moram do outro lado do açude, nas margens mais distantes do povoado e que tem o espelho d’água como o único caminho para chegar a escola, uma viagem que demora cerca de 50 minutos navegando numa canoa de remo. 
Depois de muitas reclamações, denuncias e de muita discussão em rede social nestes 10 anos a sociedade de Araci agora cobra "Onde e como está as lanchas recebidas em 2012 pela ex Gestora Nenca!?".
Muitas denuncias foram feitas da malversação pública com este equipamento e agora as reclamações e inquietações retornam com força nas redes sociais.
Estudantes de Poço Grande não contam mais com o as duas lanchas do Programa Caminho da Escola, já que a prefeitura, na gestão do prefeito Silva Neto, não mais mantem os condutores, não mantem os veículos e os equipamentos chegou a se encontram a deriva, abandonados, jogados dentro do matagal na praia artificial do Poço Grande, enquanto isso os alunos esperavam ansiosos para voltar a usar o seu transporte. Agora 2023, mais de dez anos se passaram e ninguém sabe dizer o paradeiro destes equipamentos público, se está ou não servindo ao seu objetivo OS ALUNOS DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE ARACI.
Em 2012, na época preocupada com a segurança e tornar mais fácil a vida escolar destes alunos, a prefeitura elaborou mais um projeto e enviou ao programa Caminho da Escola do governo federal solicitando desta vez não ônibus, mas sim duas lanchas motorizadas adaptadas para o transporte de alunos em águas paradas e profundas. Pouco mais de um ano depois, o pedido se tornou realidade, as duas lanchas chegaram a Araci e foi recebida pela prefeita Nenca e a secretária de educação Zélia firmo.
Em uma manhã de sábado, a carreta com os dois equipamentos seguiram para o povoado de Poço Grande, onde por volta do meio dia iniciou a operação de descida das lanchas para a água com o trabalho braçal e uso de um guincho. Três horas depois as duas lanchas estavam flutuando na água do Poço Grande. Moradores da comunidade acompanharam de perto a chegada das lanchas. “Muitas vezes vejo estes alunos chegarem debaixo de chuva, vento e sol, e muitas vezes sem nenhum equipamento de segurança” – afirma seu Detinho, morador e coordenador do Complexo Turístico do Poço Grande.
As duas lanchas possuem motores de popa F90, bancos de madeira, direção e painel eletrônico onde se concentram todos os comandos. A cobertura (teto) é de chapa e é fechada nas laterais por lonas que podem ser usadas abertas. O piso externo do convés é de chapa de aço tipo aclimável antiderrapante. As formas das linhas do casco da embarcação é do tipo “V” profundo avante tendendo para U aberto a ré, com quinas vivas no encontro do fundo com os costados, para regime de navegação semi-planeio em águas tranquilas. Cada lancha tem capacidade para 20 passageiros sentados e em cada uma veio com coletes salva vidas, kit de primeiros socorros, óleos lubrificantes e os primeiros kits de manutenção.
O programa Caminho da Escola criado em 2007 com o objetivo de renovar a frota de veículos escolares, garantir segurança e qualidade ao transporte dos estudantes e contribuir para a redução da evasão escolar, ampliando, por meio do transporte diário, o acesso e a permanência na escola dos estudantes matriculados na educação básica da zona rural das redes estaduais e municipais. O programa também visa a padronização dos veículos de transporte escolar, à redução dos preços dos veículos e ao aumento da transparência nessas aquisições.

veja matérias relacionadas já publicadas...

ARACI PARTE VI – REDES SOCIAIS DENUNCIAM O ABANDONO DAS LANCHAS DO PROJETO CAMINHOS DA ESCOLA DE ARACI.

 ARACI PARTE VI – REDES SOCIAIS DENUNCIAA ABANDONO DAS LANCHAS DO PROJETO CAMINHOS DA ESCOLA DE ARACI. 

Estudantes de Poço Grande não contam mais com o as duas lanchas do Programa Caminho da Escola, já que a prefeitura, o prefeito Silva Neto, não mais mantem os condutores, não mantem os veículos que se encontram a deriva, abandonados, jogados dentro do matagal na praia artificial do Poço Grande, enquanto isso os alunos esperam ansiosos para voltar a usar o seu transporte.
O programa Caminho da Escola criado em 2007 com o objetivo de renovar a frota de veículos escolares, garantir segurança e qualidade ao transporte dos estudantes e contribuir para a redução da evasão escolar, ampliando, por meio do transporte diário, o acesso e a permanência na escola dos estudantes matriculados na educação básica da zona rural das redes estaduais e municipais. O programa também visa a padronização dos veículos de transporte escolar, à redução dos preços dos veículos e ao aumento da transparência nessas aquisições.
Em Araci, ônibus do programa Caminho da Escola – os amarelinhos com é chamado, vêm facilitando a vida de centenas de estudantes que pegam a estrada seja de manhã ou à tarde, chovendo ou fazendo sol para irem e virem da escola. Os ônibus chegaram ao município através de solicitações da Prefeitura Municipal, até 2012, oito ônibus, que elaborou projetos mostrando a realidade e a necessidade dos transportes para a melhoria da vida escolar dos alunos aracienses.
A Prefeitura Municipal de Araci, através da Secretaria de Educação, em julho de 2012, entregou na comunidade de Poço grande duas lanchas escolares para transportar alunos que moram do outro lado do açude, nas margens mais distantes do povoado e que tem o espelho d’água como o único caminho para chegar a escola, uma viagem que demora cerca de 50 minutos navegando numa canoa de remo. Preocupada com a segurança e tornar mais fácil a vida escolar destes alunos, a prefeitura elaborou mais um projeto e enviou ao programa Caminho da Escola do governo federal solicitando desta vez não ônibus, mas sim duas lanchas motorizadas adaptadas para o transporte de alunos em águas paradas e profundas. Pouco mais de um ano depois, o pedido se tornou realidade, as duas lanchas chegaram a Araci e foi recebida pela prefeita Nenca e a secretária de educação Zélia firmo.
Na manhã de sábado, a carreta com os dois equipamentos seguiram para o povoado de Poço Grande, onde por volta do meio dia iniciou a operação de descida das lanchas para a água com o trabalho braçal e uso de um guincho. Três horas depois as duas lanchas estavam flutuando na água do Poço Grande. Moradores da comunidade acompanharam de perto a chegada das lanchas. “Muitas vezes vejo estes alunos chegarem debaixo de chuva, vento e sol, e muitas vezes sem nenhum equipamento de segurança” – afirma seu Detinho, morador e coordenador do Complexo Turístico do Poço Grande.
As duas lanchas possuem motores de popa F90, bancos de madeira, direção e painel eletrônico onde se concentram todos os comandos. A cobertura (teto) é de chapa e é fechada nas laterais por lonas que podem ser usadas abertas. O piso externo do convés é de chapa de aço tipo aclimável antiderrapante. As formas das linhas do casco da embarcação é do tipo “V” profundo avante tendendo para U aberto a ré, com quinas vivas no encontro do fundo com os costados, para regime de navegação semi-planeio em águas tranquilas. Cada lancha tem capacidade para 20 passageiros sentados e em cada uma veio com coletes salva vidas, kit de primeiros socorros, óleos lubrificantes e os primeiros kits de manutenção.
Acontece que hoje, Julho de 2016, este equipamento esta jogado, todas danificiadas e sem o mínimo possível de cuidados e os alunos e a comunidade que depende destes serviço público,  vê a prefeitura fazer pouco caso com este patrimônio publico este bem adquirido com tantos esforços e com certeza o descaso de um prefeito que não tem sensibilidade como patrmonio público e com a classe dos alunos das escolas públicas municipais.

Comentários