Santaluz: adolescente de 13 anos morre afogado no Açude Tapera

Jornal Tribuna Sisaleira

Jornal Tribuna Sisaleira

ARACI ABANDONADA I PARQUINHO, PRAÇA MARIA PINHO E RESIDENCIAL RECANTO DAS FLORES.

Araci aparentemente é um cidade que se faz obras, más na verdade é uma ilusão pensar assim, pois o que vemos é uma administração que não cuida, não zela e não mantem as principais praças e condomínios da cidade. O Prefeito, Silva Neto, não olha por exemplo para o Parquinho, a Praça de Esportes e o condominio, sendo estas os três primeiros espaços público ABANDONADOS. 


O parque da praça Monsenhor Carlos Olímpio, conhecido como "Parquinho", está também em situação de abandono, diversos equipamentos com problemas: falta iluminação em alguns postes, faltam brinquedos, bancos quebrados com vergalhões expostos, telhados soltos, lixeiras podres de ferrugem e a pintura desbotada. O que percebe-se é que não há ninguém para cuidar do local, ao menos manter o patrimônio do povo, onde várias gerações já brincaram alí. 


A praça de esportes Maria Pinho encontra-se totalmente abandonada pela Prefeitura Municipal de Araci, "gestão" do atual Prefeito, Silva Neto. Como podem ver nas fotos, telas estão rasgadas e até não tem em algumas quadras, traves enferrujadas, pinturas apagadas, sujeira, suportes quebrados, buracos por toda parte, sem lixeiras e com vielas que podem causar acidentes. A quadra não está interditada e conforme o Site O Impugnante foi apurar, está em funcionamento. É um descaso com o o esporte de Araci que já é precário, onde vemos jovens entrando no mundo das drogas. Temos gestor? A Praça Esportiva é composta por duas quadras com de 27m comprimento e 16m de largura como demarcação total de linhas demarcadora para prática de futsal, de basquete, de vôlei e handebol, um campo soçaite e equipamentos de ginástica ao céu aberto.


O Residencial Recanto das Flores situado no bairro da Cascalheira  encontra-se repleto de mato e espinhos (cabeça-de-touro), capaz de furar até sandália havaiana, além disso, o telhado do quiosque que fica na praça também está destruído.
O residencial conta com 265 casas, ou seja, merece uma atenção do Governo Municipal, entretanto, ao que parece, a falta de manutenção para retirada dos matos e espinhos não é feito há muito tempo.

Parquinho, como é conhecido, também está abandonado pela gestão atual. Veja.

Além da quadra de esportes Maria Pinho, o parque da praça Monsenhor Carlos Olímpio, conhecido como "Parquinho", está também em situação de abandono, diversos equipamentos com problemas: falta iluminação em alguns postes, faltam brinquedos, bancos quebrados com vergalhões expostos, telhados soltos, lixeiras podres de ferrugem e a pintura desbotada.
O que percebe-se é que não há ninguém para cuidar do local, ao menos manter o patrimônio do povo, onde várias gerações já brincaram alí. 
Veja algumas fotos:















Essa foto abaixo mostra como era o parquinho em 2010. 

Praça de Esportes, Maria Pinho está totalmente abandonada, veja fotos.



A praça de esportes Maria Pinho encontra-se totalmente abandonada pela Prefeitura Municipal de Araci, "gestão" do atual Prefeito, Silva Neto. Como podem ver nas fotos, telas estão rasgadas e até não tem em algumas quadras, traves enferrujadas, pinturas apagadas, sujeira, suportes quebrados, buracos por toda parte, sem lixeiras e com vielas que podem causar acidentes.
A quadra não está interditada e conforme o Site O Impugnante foi apurar, está em funcionamento.
É um descaso com o o esporte de Araci que já é precário, onde vemos jovens entrando no mundo das drogas. Temos gestor?
A Praça Esportiva é composta por duas quadras com de 27m comprimento e 16m de largura como demarcação total de linhas demarcadora para prática de futsal, de basquete, de vôlei e handebol, um campo soçaite e equipamentos de ginástica ao céu aberto.
Veja abaixo fotos tiradas por um morador do município:


















Recanto das Flores em sitação caótica



O Residencial Recanto das Flores situado no bairro da Cascalheira  encontra-se repleto de mato e espinhos (cabeça-de-touro), capaz de furar até sandália havaiana, além disso, o telhado do quiosque que fica na praça também está destruído.
O residencial conta com 265 casas, ou seja, merece uma atenção do Governo Municipal, entretanto, ao que parece, a falta de manutenção para retirada dos matos e espinhos não é feito há muito tempo.
Veja as fotos abaixo: