Jornal Tribuna Sisaleira

Jornal Tribuna Sisaleira

GOVERNO BOLSONARO IMPULSIONA IMPLANTAÇÃO DE COLÉGIOS MILITARES EM ARACI, SANTALUZ E TEOFILÃNDIA

Professores e pais de alunos participam de palestra sobre implantação de metodologia do Colégio da Polícia Militar em escola de Santaluz, onde se deverá implantar o novo sistema de educação assim como Araci e Teofilandia.

Na manhã desta quarta-feira (16), o coordenador de projetos do 16º Batalhão de Polícia Militar, capitão PM Luciano Araújo, participou de uma reunião com gestores, pedagogos, professores, pessoal de apoio técnico e administrativo, além dos pais dos alunos do Centro Educacional Nilton Oliveira Santos (Cenos), localizado em Santaluz, na região sisaleira da Bahia, que está em fase de implementação do modelo de ensino do Colégio da Polícia Militar (CPM).
A primeira etapa do encontro foi com diretores, funcionários e professores. Em seguida, a reunião foi com os estudantes e seus pais, que receberam orientações e tiveram suas dúvidas esclarecidas pelo oficial da PM.
O capitão ressaltou que a gestão da escola será compartilhada por meio de parceria entre a prefeitura e o governo estadual, que vão assinar um termo de cooperação técnica, de modo que a gestão administrativa e pedagógica continuará sob a responsabilidade do município, ficando a gestão disciplinar a cargo da PM. A previsão é de que as aulas comecem no dia 11 de fevereiro.
Segundo Luciano, entre os primeiros colégios estaduais baianos mais pontuados no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nos últimos anos, a maioria integra a rede de ensino dos Colégios da Polícia Militar.
A dona de casa Lucineide Oliveira de Matos, de 42 anos, mãe de Debora Roberta, 14, aluna do 8º ano do ensino fundamental, disse que aprova a transição da metodologia de ensino tradicional para o modelo do Colégio da Polícia Militar. “Tive outra filha que já foi agredida próximo a escola, e depois de tudo o que foi explicado aqui, tenho certeza de que Debora vai estudar em um ambiente mais seguro e civilizado. Outra parte boa é que os professores agora vão ter que se preocupar somente em dar aula, sem precisar ficar quebrando a cabeça com aluno indisciplinado. Quero o melhor para minha filha, por isso, concordo com tudo o que está sendo feito”, afirma.
Além das medidas que preveem mudanças no aspecto disciplinar, os pais dos estudantes também comemoraram outra iniciativa da prefeitura: o município vai ofertar de graça os fardamentos completos que serão usados em sala e nas aulas de educação física. “Além de toda a segurança e qualidade de ensino que a gente viu que vai ser oferecido para os nossos filhos ainda teve essa bondade feita pela prefeitura, que vai dar o fardamento de graça. É uma coisa muito boa, principalmente para quem é humilde como eu e meu filho”, comemorou a dona de casa Maria Nilza Goes da Silva, de 55 anos, mãe de Yure Goes da Silva, 14, aluno do 9º ano do ensino fundamental.
Participam também do evento a secretária municipal da Educação, Maria Lucineide; o diretor do departamento técnico-pedagógico da secretária da Educação, Overlan Santos da Silva; as supervisoras pedagógicas Cícera Gecilene e Lucivânia Aquino; a diretora do Cenos, Kátia Gilvânia, e as   vice-diretoras Karina Simões e Luzitânia de Matos.
Na manhã desta quarta-feira (16), Gilson Paixão, comandante do 16º BPM, acompanhado do Prefeito de Araci, Silva Neto, e da secretária de Educação Municipal, Manuela Teixeira, assinaram o Termo de Cooperação Técnica junto ao Comando Geral da PMBA, implantando o primeiro colégio com o Sistema de Ensino da Polícia Militar, em Araci. “O mundo está nas mãos daqueles que têm a coragem de sonhar e de correr o risco de viver seus sonhos”, digo isso, porque são aproximadamente 2 anos que nós do 16º BPM estamos sonhando com esse dia. Um dia mais do que especial e divisor de águas na educação e segurança pública para a Região do Sisal”, disse ele. “No decorrer desses meses, a vida exigiu da nossa parte uma coragem constante, assim como uma forte determinação. Seguimos a máxima de que nenhuma tempestade dura eternamente. Seguimos íntegros e o resultado chegou do modo que deveria. Esse só foi o primeiro de muitos que virão, os próximos a serem concretizados serão os Colégios de Teofilândia e de Santaluz”, completou.