Tucano - BA

PAIS DA BEBÊ MORTA ACUSAM SAÚDE MUNICIPAL DE ARACI POR NEGLIGENCIA

"Eu e minha mulher Nilmara estávamos vivendo a melhor parte da vida  que é  a gestação da esperada de uma princesa  de nome Maria Alice, super saudável a bebê. E a mãe  teve o acompanhamento pré  Natal desde o 1 mês de gravidez e sempre esteve ótima fazia exames rotinas e ultrassom sempre fez todas e sempre a criança tava bem . Ao chegar as 31 semanas a pressão dela começou ficar alta e ao passar pela Medica Cristiane no psf  do riacho sempre dizia que ela seria medicada e ajudaria porém  os medicamentos não ajudou como deveria sendo assim ela aumentou a dose e mesmo assim a pressão ficou resistente, devido essa situação ela ficou internada no hospital de Araci onde a equipe não  deu mais orientações necessárias, na última vez que ela ficou internada numa segunda feira a noite e saiu na terça 10 e pouca da manhã ela já estava com 37 semanas e mesmo assim sabendo que ela tava com grandes riscos não teve cuidados necessários de transferência  nesse período a criança ja estava entre a vida e a morte e foi nas 37 semanas que a doutora Cristiane resolveu passar uma consulta com o obstetra e ao chegar la a criança ja tava morta . Se essa doutora e os demais pessoas tivessem antecedência  pra ajudar a essa vida o caso não viria a óbito. Pois a doutora Cristiane e enfermeira Carine do psf do riacho não tomou nenhuma providência para que isso não acontecesse que mesmo sabendo da situação que é  de risco desde a 31 semanas não fizeram nada e quando eu questionei sobre ter um relatório ou algo pra consultas  com especialistas elas disseram mesmo ela com pressão  poderia esperar tranquilamente as 42 semanas pra fazer o parto normal e se não conseguisse parto normal iria ver vaga em outros lugares para encaminhar ela, nas minhas preocupações de um verdadeiro pai a enfermeira Carine me chamou de LOUCO  e disse que iria me mandar pra algum psicólogo . Então o resultado foi ao sair numa terça feira internada no hospital a Cristiane resolve passar um obstreta que ela ao conhecer o caso desde o início  Da pressão alta,ela não deu essa orientação disse pra passar foi numa nutricionista . Ao  sair do hospital de Araci a Cristiane resolve passar uma consulta para obstreta . Mas ja era tarde demais . Ao chegar no especialista a criança ja tava morta a 5 dias dentro e barriga da mãe. Esta sendo muito sofrimento ta vivendo esse pesadelo criado por Cristiane e Carine  pessoas incopetentes pra trabalhar na área da saúde minha filha não é  primeira  que morre  e sim a consecultiva . Mesmo com esse sofrimento com a criança morta a 5 dias o hospital  de Araci não teve providência disse que  seria encaminhada no prazo de 2 dias sabendo que a criança ja tava morta a dias e mesmo assim não deu mais orientações até mesmo em correr atrás do lado particular . Infelizmente  nesse pesadelo quem tá sofrendo e muito somos nós  os pais que esperava  com muito amor a nossa Maria Alice , que por descuidos médicos ela venho a óbito . Quero justiça ! Nada que eu fizer  vai trazer a vida dela física para os nossos braços,mas eu quero justiça e Cristiane e Carine vai responder isso. Aqui é  Marlon Santos um pai que quer justiça".