Tucano - BA

VEREADORES DE ARACI E TUCANO X EMBASA

VIOLÊNCIA EM ARACI, 2 MORTES EM MENOS DE 12 HORAS

Segunda ocorrência em Araci neste dia 27, em menos de 12 horas, onde resultou na morte de Ailton Silva dos Santos, o ‘Boca de Ouro’, morreu em uma troca de tiros com policiais militares na madrugada desta quarta-feira, no povoado de Barreira, zona rural de Araci, região sisaleira da Bahia. A primeira ocorrência foi de Isaías de Souza Rodrigues, conhecido também como ‘Píton’, de 40 anos, foi morto a tiros enquanto trabalhava em uma obra no distrito de Pedra Alta, zona rural do município de Araci, região sisaleira da Bahia, nesta terça-feira (26).

Homem morre após troca de tiros com a PM na zona rural de Araci. Ailton Silva dos Santos, o ‘Boca de Ouro’, morreu em uma troca de tiros com policiais militares na madrugada desta quarta-feira (27), no povoado de Barreira, zona rural de Araci, região sisaleira da Bahia.

Segundo a Polícia Militar, após testemunhas afirmarem tê-lo visto em uma moto rondando o local onde um operário foi executado na terça-feira (26), no distrito de Pedra Alta, no mesmo município, os militares fizeram buscas pela região e localizaram o suspeito dentro de uma residência na Barreira.
Ainda segundo a PM, Ailton tentou fugir da polícia ao perceber a aproximação, mas foi cercado e acabou voltando para dentro da casa e atirou contra os militares, que revidaram. Ailton foi baleado e socorrido para o hospital da cidade, mas não resistiu aos ferimentos. Conforme a polícia, Ailton era envolvido na disputa pelo comando do tráfico de drogas na região dos municípios de Araci e Tucano.
Um revólver calibre 38 com três munições deflagradas e duas intactas, um tablete de maconha pesando cerca de meio quilo, duas porções de cocaína, 10 pedras de crack, uma balança de precisão, um coldre para revólver, um aparelho celular e R$ 90 em espécie foram apreendidos, segundo a PM.

Operário é executado dentro de obra na zona rural de AraciIsaías de Souza Rodrigues, conhecido também como ‘Píton’, de 40 anos, foi morto a tiros enquanto trabalhava em uma obra no distrito de Pedra Alta, zona rural do município de Araci, região sisaleira da Bahia, nesta terça-feira (26). Segundo a Polícia Militar, o operário fazia a aplicação de gesso quando foi executado por dois indivíduos que chegaram em uma moto. Após o crime, os bandidos fugiram sentido a comunidade de Campo do Elói. Uma guarnição da Polícia Militar foi acionada e fez buscas pela região, mas ninguém foi preso até a publicação desta matéria. O corpo será encaminhado ao Departamento de Polícia Técnica de Serrinha e o caso vai ser investigado pela Polícia Civil de Araci. Segundo fontes policiais, são investigadas algumas hipóteses sobre a motivação do homicídio, entre elas uma disputa de herança.


Operário é executado dentro de obra em Pedra Alta em Araci

Operário é executado dentro de obra na zona rural de Araci. Um homem identificado apenas como ‘Píton’ foi morto a tiros enquanto trabalhava em uma obra no distrito de Pedra Alta, zona rural do município de Araci, região sisaleira da Bahia, nesta terça-feira (26). Segundo o Notícias de Santaluz apurou, o operário fazia a aplicação de gesso quando foi executado por quatro indivíduos que chegaram em duas motos. Após o crime, os bandidos fugiram sentido a comunidade de Campo do Elói. Uma guarnição da Polícia Militar foi acionada e fez buscas pela região, mas ninguém foi preso até a publicação desta matéria. O corpo será encaminhado ao Departamento de Polícia Técnica de Serrinha e o caso vai ser investigado pela Polícia Civil de Araci. Segundo fontes policiais, são investigadas algumas hipóteses sobre a motivação do homicídio, entre elas uma disputa de herança.

Na manhã desta terça-feira (26), a Polícia Militar em Araci foi informada sobre um homicídio no Distrito de Pedra Alta, zona rural do município. Segundo populares, 04 pessoas chegaram em  02 motos, adentraram uma construção e deram vários tiros em Isaias de Souza Rodrigues, 40 anos, conhecido como “Piton”. A vítima é natural de Araci e mora no bairro Matadouro. Ele estava fazendo serviços de aplicação de Gesso na construção, tentou fugir, mas foi encurralado em uma parede. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) fez a remoção do corpo. Foram, ao menos, 04 tiros pelas costas. A Polícia Militar fez buscas pelos suspeitos, sem êxito. Não há informação sobre a motivação do crime.