Jornal Tribuna Sisaleira

Jornal Tribuna Sisaleira

Professores da rede municipal protestam paralisando BR com pedido de reajuste salarial

Professores da rede municipal protestam paralisando BR com pedido de reajuste salarial. Na manhã desta terça-feira (12), professores da rede pública municipal de Teofilândia realizaram protestos para pedir apoio da população pelo reajuste salarial de 2018 e 2019. As atividades iniciaram na Praça José Luís Ramos, em frente a Paróquia Santo Antonio. Em seguida, os professores pararam na Secretaria de Educação e seguiram rumo à BR-116/Norte, onde encontraram o prefeito Tércio Nunes (PDT) em um Posto de Combustíveis. Segundo a categoria, ao ver a movimentação, ele saiu em seu veículo. Eles fizeram protestos na rodovia, que ficou parcialmente interditada.

“Fechamos totalmente durante 30 minutos e depois íamos alternando de 10 em 10 minutos, dando passagem a um dos lados e depois fechávamos toda até 10 minutos. Por último fechamos totalmente da 10h40 até às 11 horas“, disse a APLB Sindicato.
“Ficamos até às 11 horas e foi tudo tranquilo. Recebemos o apoio dos caminheiros e muitos motoristas. Queremos agradecer também o apoio da Polícia Militar de Serrinha, Biritinga e Teofilândia e Civil, que compareceram para nos ajudar“, finalizou o sindicato.
Entenda o caso
Segundo o sindicato local, a categoria está tendo uma perda no salário base inicial (para quem só tem magistério) em uma percentagem de 10,98%. A categoria alega que não houve reajuste e que o mesmo é garantido por força de lei. Eles também afirmam que, mesmo com diversas tentativas, não conseguem dialogar com o prefeito, Tércio Nunes (relembre aqui). A O site A Voz do Campo procurou o Prefeito Municipal de Teofilândia, que não se manifestou. Em outras oportunidades, a Assessoria de Comunicação da Prefeitura afirmou que aguarda decisões judiciais sobre os temas envolvendo professores.