Jornal Tribuna Sisaleira

Jornal Tribuna Sisaleira

ANIVERSÁRIO DE 80 ANOS DE GILDÁSIO PENEDO COM MISSA E FESTA EM TUCANO

80 Anos de GILDÁSIO PENEDO CAVALCANTI DE ALBUQUERQUE e Tucano Hoje está em festa para comemorar uma data impar na vida deste líder político,muito amado e também com seus desafetos políticos, más a certeza de que na historia deste município ninguém trabalhou e trabalha tanto para atender a população na área como o Ex. Vereador, Ex. Prefeito e Ex. Deputado Gildásio (pai). Ontem, 12.09, a Cãmara Municipal de Vereadores de Tucano, que leva seu nome, fez uma moção de Louvor e Aplauso ao aniversariante e Hoje, sexta feira haverá uma Missa Solene e posterior festa com bandas nas praça para dar alegria de graça a população de uma cidade que tem neste homem uma figura impar na historia. 

Gildásio Penedo Cavalcanti de Albuquerque, professor, agropecuarista, auditor fiscal da prefeitura de Salvador, homem público por índole e formação superior tem sido um ativo líder político e porta-voz da microrregião do nordeste baiano há mais de cinquenta anos com atuação destacada e relevantes serviços prestados a Bahia. Filho de Antônio Penedo Cavalcanti de Albuquerque e Mariana de Andrade Penedo, de família abastada e tradicional do país, Gildásio Penedo Cavalcanti de Albuquerque é figura de expressão no universo da vida política da "Boa Terra." Ele conhece bem os caminhos que precisou percorrer nestes mais de cinquenta anos de intensa atividade política. Casado com Ana Arabela Oliveira Pimentel de Albuquerque, com quem teve dois filhos - Juliana e Gildásio Penedo Cavalcanti de Albuquerque Filho (Gildasinho) que deu lustre ao cenário da vida pública como deputado estadual, brioso e brilhante, conquistando quatro mandatos consecutivos e já visto pela mídia como uma das grandes promessas do Brasil. Mas, quis o destino, através de seus impenetráveis desígnios, que ele abdicasse da carreira política para tornar-se o mais jovem Conselheiro do Tribunal de Contas da Bahia. Abrimos espaço para realçar o filho que enriquece o currículo do pai, que se tornou um líder natural do povo baiano. A linha descrita pelo tempo que guiou Gildásio Penedo Cavalcanti de Albuquerque da esfera de líder estudantil, nos anos de 1950, à de uma das mais robustas lideranças da Bahia de hoje, foi estruturada, a originar-se de seu engajamento político, preparo intelectual e firmeza de trabalho com perseverança. Além de ser um bom político possuidor de ricos dons de liderança e organização, ele é um excelente exemplo que a História contemporânea da Bahia evidencia para nós no mundo de hoje. Homem de uma vida segura, de uma percepção aguçada, coragem, fé e dignidade elevada. Ele escreveu sua própria história, de um vulto de renome que se dispôs a servir fielmente ao seu povo, aos preceitos democráticos que pôs em ação ao longo de sua caminhada, de vida política bem-sucedida e vitoriosa. A todos esses ornamentos de sua personalidade, eu acrescentaria a sua lhaneza de trato e a lealdade irrestrita tem sido uma das pedras fundamentais que manteve como sustentáculo no relacionamento com seus amigos e correligionários. É um excelente articulador político, mas o que mais impressiona é a sua capacidade de enxergar além do horizonte. Tucano foi um município bem administrado por Gildásio Penedo Cavalcanti de Albuquerque, que se consagrou pela realização de uma obra administrativa notável, pelo zelo e dedicação a causa pública, ele se tornou referência estadual e nacional em matéria de administração pública. Herdeiro das tradições patriarcais da sua origem, Gildásio Pendo Cavalcanti de Albuquerque é um dos mais competentes homens públicos da Bahia, quiçá do Brasil, Hábil, carismático e de uma larga visão, ele dividiu a História de Tucano em duas fases distintas: antes e depois de Gildásio Penedo Cavalcanti de Albuquerque. Homem público de uma vida cheia de probidade e honradez herdou de seus ancestrais uma herança imensurável de glórias. Por isso, sua vida retilínea é digna de aplausos, serve de exemplo dignificante para as gerações de hoje e as gerações futuras. Fiel aos seus postulados democráticos, Gildásio Penedo Cavalcanti de Albuquerque conquistou vários mandatos eletivos como vereador, prefeito de Tucano, deputado estadual, secretário de Estado, ele foi quem mais trabalhou para eleger o irmão José Penedo Cavalcanti de Albuquerque, que foi deputado federal por quatro vezes seguidas e chegou a ser candidato a vice-governador em 1986 na chapa de Josaphat Marinho. Por todas essas retumbantes vitórias que comemorou ao longo da vida política, Gildásio Penedo Cavalcanti de Albuquerque tem em seu rico e admirável currículo, eleição de muitos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores e, principalmente, na Região Nordeste da Bahia, onde reside o seu maior reduto político-eleitoral. É importante ressaltar que, ele é um expoente de uma geração de líderes de primeira grandeza, que deu um tom diferenciado e de fortes avanços durante mais de cinquenta anos em que esteve no batente como um dos mais dinâmicos e combativos homens públicos deste país. Varão de caráter rijo e compostura perfeita, um grand-seigneur dos velhos tempos no sentido lato da palavra, uma sublime vocação para a política, assinalados pelo desassombro, retidão de comportamento, austeridade, decência, entre outros atributos que servem de espelho aos que buscam alçar voos no cenário da vida pública. É, em suma, um político sem maquiagens. FIEL ESCUDEIRO DE ANTÔNIO CARLOS MAGALHÃES - Ao lado do saudoso e legendário Antônio Carlos Magalhães (ACM), Gildásio Penedo Cavalcanti de Albuquerque escreveu uma das páginas mais memoráveis da vida político-administrativa da Bahia. Ele faz jus e merecimento a Medalha de Ouro Classe A da Assembleia Legislativa, Governo do Estado, Parlamento Brasileiro e Senado Federal, pelos relevantíssimos serviços prestados ao Estado da Bahia e ao Brasil. É meu parente e com justificado orgulho, um desses homens virtuosos de que se pode ufanar a grandeza do gênero humano. Volvesse o tempo, certo estou eu a predestinação não lhe permitiria fugir a escolha. Gildásio Penedo Cavalcanti de Albuquerque amanha desde o desabrochar de sua bem amadurecida mocidade uma espécie de chamamento contínuo e permanente, onde a lição do imortal Renan pontifica: "O homem faz a santidade daquilo que crê; e a beleza daquilo que ama."