Brasil terá a maior fábrica de vacinas da América Latina

Jornal Tribuna Sisaleira

Jornal Tribuna Sisaleira

CONFIRMADO 1 CASO CORONAVÍRUS NO BRASIL

O Ministério da Saúde confirmou, nesta quarta-feira (26), o primeiro caso de novo coronavírus em São Paulo. O homem de 61 anos deu entrada no Hospital Israelita Albert Einstein, na terça-feira (25), com histórico de viagem para Itália, região da Lombardia. O Ministério da Saúde, em conjunto com as secretarias estadual e municipal de São Paulo, investigava o caso desde então. A SES/SP e SMS/SP estão realizando a identificação dos contatos no domicílio, hospital e voo, com apoio da Anvisa junto à companhia aérea.
Todas as ações e medidas seguidas estão de acordo com os protocolos do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS) e diariamente atualizações são informadas em coletivas e boletins epidemiológicos.
Para evitar contaminação, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.

Até esta quarta-feira (26), 20 casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus é monitorado pelo Ministério da Saúde. Ao todo, 59 casos suspeitos foram descartados após exames laboratoriais apresentarem resultados negativos para o novo coronavírus. 

Caso de coronavírus em bebê de Itabuna está descartado, diz Fábio Vilas-Boas
O secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas informou no Twitter nesta quarta-feira (26) que o caso do bebê em Itabuna não é coronavírus. "O bebê internado em Itabuna com suspeita de infecção pelo Novo Coronavírus (Covid-19) testou positivo para Outros Vírus: Rhinovirus e Coronavírus NL-63 (variante sem importância clínica maior e não relacionada ao COVID-19). Dessa forma está excluído o caso suspeito".

Bebê de um ano é internado com suspeita de coronavírus no sul da Bahia, diz Sesab
Um bebê de um ano foi internado com suspeita de coronavírus no Hospital Manoel Novaes, na cidade de Itabuna, no sul da Bahia. A informação foi divulgada pela Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) nesta terça-feira (25).
Segundo informações da Sesab, o bebê, que não teve o sexo revelado, esteve com a família na Itália e está internado na unidade médica há 12 dias. O paciente apresentou sintomas que se encaixam no quadro da doença.
De acordo com o órgão, o bebê está isolado na unidade médica. Os pais dele e uma avó também estão internados e isolados.
A Sesab informou que a Vigilância Sanitária coletou o material do bebê, dos pais e da avó dele, mas apenas o caso do primeiro é considerado suspeito. Não há prazo para o resultado dos exames ser divulgado.

Ministério da Saúde manda para contraprova possível caso positivo de coronavírus em SP
O Ministério da Saúde enviou para um exame de contraprova um possível caso positivo de coronavírus em um paciente internado em São Paulo. O Hospital Albert Einstein admitiu um homem de 61 anos com sinais brandos de gripe, como tosse, que havia viajado para o norte da Itália entre 9 e 21 de fevereiro.
A unidade de saúde apresentou resultados preliminares positivos a partir de exames realizados no local e já enviou uma amostra para o laboratório do Instituto Adolfo Lutz, referência nacional, para contraprova.
O Ministério da Saúde pregou cautela até que haja qualquer informação oficial, já que o caso segue em investigação.
O hospital informou que "no atendimento, adotou todas as medidas preventivas para transmissão por gotículas, coletou amostras e realizou testes para vírus respiratórios comuns e o exame específico para SARS-CoV2 (RT-PCR, pelo protocolo Charité), conforme preconizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS)”.
O homem mora na capital paulista e viajou para o norte da Itália a trabalho. Ele tem sintomas como febre, tosse seca, dor de garganta e coriza, mas está bem, com sinais brandos e recebeu as orientações de precaução padrão.
As secretarias municipal e estadual de saúde estão realizando a identificação dos contatos no domicílio, hospital e voo, com apoio da Anvisa junto à companhia aérea", diz a nota do Ministério da Saúde.