Prefeito agride manifestantes com cinto após protesto na Bahia

Jornal Tribuna Sisaleira

Jornal Tribuna Sisaleira

1ª vacina contra o coronavírus já foi testada em humanos e resultados são promissores

1ª vacina contra o coronavírus já foi testada em humanos e resultados são promissores.
Após meses de pesquisa, uma boa notícia, cientistas dos EUA anunciaram que uma vacina contra a Covid-19 testada em humanos teve resultados bastante promissores!
Segundo a Moderna, empresa por trás do estudo, a vacina se mostrou “segura e bem tolerada em geral” em seu primeiro teste em 45 voluntários saudáveis.
As 8 primeiras pessoas a recebê-la geraram “anticorpos neutralizantes”, isto é, defesas do nosso corpo que se ligam ao vírus e o desativam, impedindo ele de infectar as nossas células.
Isso é mais ou menos o que ocorre com o organismo dos pacientes que conseguiram se livrar da doença durante a recuperação.
As boas notícias não param por aí: a Moderna informou também que a vacina experimental garantiu “proteção completa” contra a proliferação dos vírus nos pulmões de ratos vacinados e depois infectados com o novo coronavírus, o que atesta que ela realmente funciona.
Os resultados foram tão surpreendentes que o Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas dos EUA (NIAID) já aprovou uma Fase 2 da pesquisa – agora com 600 voluntários.

Se tudo ocorrer bem, a Moderna iniciaria sua Fase 3 em julho, desta vez, com milhares de pessoas. O próximo passo seria a produção em massa, para o mundo todo! Seria incrível se a vacina estivesse disponível já neste ano, né?
“Estamos investindo para aumentar a capacidade de fabricação e maximizar a quantidade de doses que podemos produzir para ajudar a proteger o maior número possível de pessoas contra o SARS-CoV-2 (novo coronavírus)”, declarou Stéphane Bancel, diretor-executivo da Moderna.
“A questão das vacinas, especialmente em pandemias, é a quantidade que se consegue ter disponível. Quantas pessoas poderão ser vacinadas? Especialistas dizem que há grupos de risco, sobretudo os idosos e os profissionais que estão na linha de frente nos hospitais. Possivelmente eles e as pessoas dedicadas às atividades de contato social serão os primeiros candidatos a receber a vacina”, explicou ele ao portal El País.
Montantes enormes de dinheiro tem sido investidos em dezenas de estudos diferentes, todos com a mesma finalidade: encontrar uma vacina universal que atenda toda a população mundial, sem exceções. 
A vacina da Moderna larga super na frente, mas há outras 8 potenciais vacinas sendo estudadas e que podem ser tão eficazes quanto esta.