Jornal Tribuna Sisaleira

Jornal Tribuna Sisaleira

Mais 8 milhões devem receber auxílio de R$ 600 nesta semana

Mais 8 milhões devem receber auxílio de R$ 600 nesta semana. O governo federal deve anunciar, também nesta semana, o calendário da segunda parcela do benefício

(Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

Mais 8 milhões de trabalhadores informais devem receber a primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 durante esta semana, segundo estimativa do Ministério da Cidadania, após análise de mais 17 milhões de CPFs finalizada na última sexta-feira (8). Também nesta semana, o governo federal deve anunciar o calendário da segunda parcela do benefício.
Até sexta-feira (8), a Caixa Econômia Federal contabilizava o pagamento de R$ 35,5 bilhões do "coronavoucher" a mais de 50 milhões de brasileiros. O total referente ao pagamento da primeira parcela deve chegar a R$ 41,5 bilhões, de acordo com o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni.
“Vamos chegar a cerca de 58 milhões de pessoas com o benefício creditado. Completando em torno de 98% da primeira fase, com todos os que requisitaram o auxílio em abril. Essa cobertura deve chegar a mais de 100 milhões de pessoas. Significa que, em um mês, o Brasil proporcionou uma cobertura de metade da sua população”, afirmou Lorenzoni em audiência no Congresso.
O Ministério da Cidadania ainda deve fechar nesta semana uma parceria para que o cadastramento para recebimento do auxílio seja feito também nas agências dos Correios. A renda emergencial será paga em três parcelas - cada uma no valor de R$ 600 - para população de baixa renda, durante a pandemia do coronavírus. O cadastro deve ser realizado até o dia 2 de julho. Quem se inscrever nesta data e for considerado elegível vai receber as três parcelas, garante o ministério. 
A região com o maior número de beneficiados pelo auxílio emergencial é o Nordeste, com 37% do total. Em seguida vêm a região Sudeste, com 34,9%; Norte, com 11%; Sul, com 9,9%; e Centro-Oeste, com 6,8%.