Queimadas: Ônibus de Circo pega fogo

Jornal Tribuna Sisaleira

Jornal Tribuna Sisaleira

VIOLA DE LUTO. MORRE CABOQUINHO

Feira de Santana perde nesta terça-feira, 19, um dos grandes nomes da nossa cultura, com o falecimento de José Ramos, Caboquinho, que é considerado um dos grandes expoentes e principais divulgadores do repente em nossa região.
Junto com o irmão João Ramos, Caboquinho estava à frente da Associação de Repentistas e do Festival de Violeiros de Feira de Santana.
O amor pelo repente começou com o pai Crispim Ramos, o famoso Seu Dadinho, com quem começou a cantar e tocar aos 14 anos. Após a aposentadoria do pai, Caboquinho fez dupla com o irmão João Ramos. Mesmo assim, junto com Seu Dadinho, apresentou por quase 40 anos, um programa na Rádio Sociedade AM, que levava o nome da dupla.
Com o falecimento de Seu Dadinho, em 2003, João Ramos passou a participar do programa, que passou ser chamado Caboquinho e João Ramos. Além de repentista, Caboquinho era professor e advogado.
“Gosto de tudo, mas é o repente que mais me realiza” disse certa vez.
O secretario de Cultura, Esporte e Lazer, Edson Borges lamentou o falecimento do repentista.
“Neste momento demonstro toda minha solidariedade com a família desse importante nome da história da cultura feirense. É um momento difícil para todos, mas devemos guardar as lembranças e o grande legado que ele deixou para nós como artista”.