Avião bate em vaca durante decolagem no AC e parte ao meio

Jornal Tribuna Sisaleira

Jornal Tribuna Sisaleira

LOCKDOWN EM TUCANO, POMBAL, EUCLIDES E MONTE SANTO.

TUCANO, decretou LOCKDOWN para os dias 27 (sábado), 28 (domingo) e 29 (segunda).
RIBEIRA DO POMBAL, decretou o confinamento da população a partir das 0:0 hs dessa sexta-feira, 26, perdurando até até a próxima quarta-feira, 1/7.

EUCLIDES DA CUNHAa Prefeitura decidiu fechar todo o comércio de 25 a 28 de junho, medida conhecida como lockdown.

MONTE SANTO, impõs cinco dias de lockdown e fechou a cidade da sexta-feira (12) indo até terça-feira (16).

A Prefeitura de Tucano, na região sisaleira da Bahia e que fica a 250 km de Salvador, decretou, a partir de sábado (27), o ‘lockdown’ na cidade e no distrito de Caldas do Jorro. A medida de bloqueio total inclui o fechamento de vias, proíbe deslocamentos e circulação de pessoas e suspende os serviços não essenciais. O bloqueio vale por três dias, com possibilidade de prorrogação, como forma de obrigar o isolamento social para evitar maior número de contaminação do novo coronavírus. Com o decreto, fica suspenso, o funcionamento de toda e qualquer atividade comercial e prestação de serviços na cidade, inclusive serviços de delivery. As atividades essenciais estão autorizadas a funcionar, como os estabelecimentos hospitalares, clínicas veterinárias e odontológicas em regime de emergência, farmácias e laboratórios, entre outros. Veja a lista completa de serviços autorizados no final da matéria. Neste período, também fica proibida a locomoção de qualquer cidadão e toda e qualquer reunião, pública ou privada, inclusive de pessoas da mesma família que não morem no mesmo local, independentemente do número de pessoas. Para garantir o cumprimento das medidas, poderão ser feitos o bloqueio e a interdição de vias e blitz fiscalizatória em todos os pontos da cidade. Fica proibida a realização de atividades físicas nas vias públicas municipais, independentemente do número de pessoas. Só ficam autorizadas a circular as pessoas que exerçam atividades ou que precisam dos serviços essenciais, comprovando-se a necessidade e urgência, preferencialmente, de maneira individual, sem acompanhante. O descumprimento das medidas previstas no decreto podem levar a sanções administrativas e judiciais. Além de advertência, o descumprimento pode acarretar em multa diária de R$ 1.000,00 até R$ 3.000,00 para pessoa jurídica ou pessoa física responsável pelo estabelecimento, sendo duplicada em caso de reincidência e até a interdição do estabelecimento. Confira lista de serviços essenciais autorizados durante o ‘lockdown’:
Estabelecimentos hospitalares;
Clínicas veterinárias, clínicas odontológicas e clínicas médicas em regime de emergência;
Laboratórios e Farmácias (exclusivamente para comercialização de medicamentos);
Funerárias e serviços relacionados;
Serviço de segurança pública e privada;
Serviço de assistência social;
Profissionais da área fim da saúde;
Advogados no exercício da profissão; Postos de combustíveis, exclusivamente para abastecimento;.
A Prefeitura de Ribeira do Pombal prezando pela segurança e saúde dos nossos profissionais que estão atuando no Enfrentamento ao Novo Coronavírus, realizou, através da Secretaria Municipal de Saúde, testes rápidos em todos os Agentes da Guarda Municipal. Ressaltamos que todos os AGM testados tiveram resultado do exame negativo, estando todos aptos a continuarem seus trabalhos. Todos continuam, desde o início, com uso de todos os EPIs de proteção. É a Prefeitura de Ribeira do Pombal, cuidando da nossa gente e fazendo um município cada vez melhor pra todos.

O município de Euclides da Cunha atingiu a marca de 20 casos confirmados e 02 mortes por Covid-19 nesta segunda-feira (21), após a Secretaria Estadual da Saúde anunciar que mais um euclidense testou positivo para a doença em Salvador, onde estava internado. Com essa nova realidade, número crescente de casos na cidade, a Prefeitura decidiu fechar todo o comércio de 25 a 28 de junho, medida conhecida como lockdown, ficando aberto apenas farmácias, padarias, funerárias, postos de combustíveis e distribuidoras de gás. A decisão foi anunciada pelo prefeito e pelo secretário municipal de saúde na noite desta segunda-feira. LOCKDOWN ANTERIOR – A Prefeitura já havia decretado lockdown na cidade nos dias 14 e 15 de maio, quando foram confirmados novos casos e o crescimento assustou o município.

Monte Santo impõe cinco dias de lockdown e fecha até farmácias. A cidade de Monte Santo, a 388 Km de Salvador, iniciará nesta sexta-feira (12) um bloqueio total de atividades, o chamado lockdown. As restrições terão duração de cinco dias, indo até a próxima terça-feira (16). A prefeitura do município decidiu fechar até as farmácias, que só poderão funcionar em sistema delivery. Com cerca de 50 mil habitantes, Monte Santo conta com 15 casos confirmados de covid-19, segundo o boletim epidemiológico estadual desta quarta-feira. O decreto de lockdown determina a suspensão total das atividades comerciais para conter o avanço da nova doença na cidade. O toque de recolher foi instituído e é proibida a circulação de pessoas durante o horário das 20h às 5h do dia seguinte. A gestão municipal também decidiu fechar os serviços de auto-atendimento de agências bancárias e suspendeu a realização da feira livre na cidade e nos povoados. Só poderão funcionar postos de combustíveis e serviços de atendimento de saúde, como as Unidades Básicas de Saúde (UBS). As farmácias terão que fechar e colocar contato telefônico na fachada do estabelecimento para a realização de pedidos. A realização de cultos, missas ou eventos religiosos será proibida e os espaços religiosos devem manter as portas fechadas. O não cumprimento das medidas estabelecidas pode render em penalidades como perda de alvará e multa no valor de R$ 1.000. A fiscalização nas ruas será feita pelo setor de Tributos, Guarda Municipal, Vigilância Sanitária e Vigilância Epidemiológica, que, pelo decreto, têm poder para entrar em qualquer estabelecimento comercial, residencial e similares para investigação e adoção de medidas de combate à covid-19. Se identificada irregularidade, os agentes ainda podem solicitar o apoio da Polícia Militar.