Jornal Tribuna Sisaleira

Jornal Tribuna Sisaleira

Mulher morre e corpo é trocado em hospital de Salvador

O corpo de uma mulher foi trocado e levado por outra família após ela morrer no Hospital da Mulher, em Salvador. Railda Conceição Souza morreu na terça-feira (16) após não resistir a um tratamento de câncer no útero e no reto. O enterro dela iria ocorrer na manhã desta quinta-feira (18), no Cemitério de Plataforma, no entanto, foi suspenso após a troca.
A suspeita é que o corpo de Railda tenha sido enterrado na cidade de São Sebastião do Passé, no interior da Bahia. Os familiares foram ao município para tentar resolver a situação.
Em nota enviada ao Varela Notícias, o Hospital da Mulher lamentou o ocorrido e informou que uma sindicância foi aberta com objetivo de realizar uma apuração detalhada dos fatos e responsabilidade dos profissionais envolvidos no processo.
“A Unidade possui protocolo de Liberação do Óbito onde o procedimento consiste na conferência dupla da identificação do óbito da paciente, tanto no corpo da paciente quanto na parte externa do saco que o guarda. As etiquetas são conferidas pelo serviço de segurança e, também, por familiar da paciente que participa deste processo de reconhecimento do corpo. Por não se tratar de paciente suspeita ou confirmada de COVID19, a primeira família teve total acesso ao reconhecimento do corpo junto a equipe do Hospital, liberando-o para a retirada através da funerária, etapa final em que houve a troca do corpo”, diz a nota.