Jornal Tribuna Sisaleira

Jornal Tribuna Sisaleira

DEPOIS DE 133 DIAS DE ESPERA PREFEITURA DE ARACI DEVERÁ ENTREGAR (MINE) KIT ESCOLAR

Quase 04 meses de cobranças incansáveis, inclusive impetrado no MPF para dar celeridade às entregas dos KITS DE MERENDA ESCOLAR.
Enfim, entregaram, mas para SURPRESA DE TODOS, APENAS UM.
Os recursos são repassados mês a mês impreterivelmente, mesmo sem ter as aulas pois é um direito dos nossos alunos.
Além do atraso, e só entregar UM KIT, os pais dos alunos questionaram os valores que a prefeitura disse ter pago, no caso R$ 41,00 reais por cada cesta.
Eu como cidadão FISCALIZADOR fui apurar os PREÇOS, e, PASMEM, achei bem menores que o divulgado, no caso R$ 41,00 pagos e no levantamento realizado chegamos próximos de R$ 30,00 a R$ 35,00 isso considerando apenas UM KIT.
Estamos falando de mais de 10 MIL KITS, pelo óbvio se eu tivesse orçado as quantidades que a PREFEITURA COMPROU, seriam bem menores.
Então vamos considerar o seguinte:
R$ 41,00 pagos, MENOS o orçado R$ 30,00 = SOBRAM R$ 11,00 por kit.
R$ 11,00 x 10 MIL KITs, sobram a quantia de 110 MIL REAIS (CENTO E DEZ MIL REAIS).
Vale lembrar que a Prefeitura gastou 15 MIL REAIS em sacolas plásticas "TIPO CAMISETA", mas como podem ver na foto, não é a sacola informada no DIÁRIO OFICIAL.
Com apenas 7 MIL REAIS daria para comprar sacolas suficientes para entregas destes produtos, ou quem sabe contar com o apoio dos pais para levarem sacolas, em retorno, ao invés de gastar 15 mil desnecessariamente, poderia acrescentar mais alimentos.
ISSO É FAZER GESTÃO PARTICIPATIVA!!!
Façam a reflexão se o DINHEIRO DOS SEUS IMPOSTOS estão sendo aplicados de forma correta.

O QUE PUBLICOU A PREFEITURA

- 10.384 KITS da MERENDA ESCOLAR -
Entre os dias 20 e 30 de julho, a Prefeitura de Araci irá entregar mais de 10 mil Kits de alimentação para estudantes da Rede Municipal de Ensino. Os kits serão distribuídos nas escolas onde os alunos estão matriculados, atendendo a todos os critérios de controle de contaminação pela pandemia de Covid-19.
A entrega dos Kits de alimentação acontece após o cumprimento de todos os procedimentos e prazos legais para aquisição dos alimentos selecionados para compor o kit alimentação da merenda escolar, além do investimento de recursos próprios do município para garantir que cada estudante receba um kit mais completo além do que seria possível apenas com os recursos federais.
Os pais irão receber os kits de acordo com a quantidade de filhos matriculados na rede municipal: se uma família possui dois filhos matriculados, irá receber dois kits; se possui 5 filhos, irá receber 5 kits, e assim por diante. "Cada kit tem o valor médio de R$ 41. O valor total investido pelo município ultrapassa R$ 400 mil. Para aquisição dos kits, o município utilizou o repasse do PNAE referente aos meses de abril, maio e junho, porém, o repasse feito pelo Governo Federal não atingiria este valor, sem a participação do município”, explicou a Secretária.
Explicando melhor e para entendimento de todos, usamos o exemplo para os alunos do Ensino Fundamental, que o Governo Federal repassa R$ 0,36 por dia. Geralmente, um mês tem 20 dias letivos, e sendo assim, o repasse do PNAE é de aproximadamente R$ 7,20 por mês para cada aluno do Ensino Fundamental.
“Buscamos priorizar a agricultura familiar, com os alimentos que serão distribuídos no kit, como forma de valorizar os nossos produtores. Para isso, foi necessário a realização de nova Chamada Pública, pois o quantitativo contratado anteriormente não era o suficiente para fornecer um kit por aluno e por isso levou mais tempo para realizarmos essa entrega. Assim, buscamos também garantir um alimento de qualidade para nossos estudantes”, explicou o líder do executivo municipal.


O Kit para a escola regular será composto por feijão, arroz, macarrão, açúcar, leite, farinha de mandioca, fubá de milho, proteína de soja e biscoito crean cracker. Já os Kits das creches Marcionília Santina, Padre Osvaldo e Maria Neide/Júlia Pinheiro, serão compostos por feijão, arroz, macarrão, açúcar, leite, farinha de milho, achocolatado, peito de frango, cereal de milho ou de arroz (creche Marcionilia) e biscoito de maisena (creche Pe. Osvaldo e Maria Neide/Júlia Pinheiro).

Há exatos 133 dias, sem aulas na escolas municipais. A gestão vem, recebendo mês a mês o repasse do governo federal para merenda escolar, dinheiro esse que são dos nossos alunos. Depois de muitas cobranças feitas por me e por muitos cidadãos da nossa amada Araci. Aí o prefeito resolve distribuir apenas essa quantidade de alimentos. Saiba que vamos exigir esclarecimentos de onde foi gasto cada centavos desse dinheiro sagrado, pois é preciso saber onde de fato foi gasto esse recurso. Triste realidade prefeito!


Comentários