Jornal Tribuna Sisaleira

Jornal Tribuna Sisaleira

CAMPANHA SINDIPETRO LEVA GÁS DE COZINHA A $ 40,00 NA BAHIA

 

Ação do Sindipetro leva gás de cozinha a preço justo ao interior da BahiaAlagoinhas, Entre Rios, Dias D´Ávila e Mata de São João. Essas foram as cidades baianas cujos moradores já foram beneficiados pela ação do gás a preço justo, que faz parte da campanha “A Petrobrás fica na Bahia”, organizada pelo Sindipetro Bahia.

Os diretores do Sindipetro, Leonardo Urpía, João Marcos e Mero, percorreram vários quilômetros na semana – de 29/09 a 2/10 – utilizando como meio de transporte o ônibus adesivado que também foi usado na “Vigília Petroleira pela Bahia e pelos Baianos”

Em cada cidade, os diretores, conversaram com a população explicando  a importância da Petrobrás para garantir a comida na mesa e uma vida com melhor qualidade, principalmente para as pessoas carentes. E ainda distribuíram máscaras e álcool em gel.

O botijão do gás de cozinha foi vendido ao valor de R$ 40,00 (o restante foi subsidiado pelo Sindipetro), preço justo levando-se em consideração o custo de produção nacional, mantendo o lucro das distribuidoras, revendedoras, da Petrobrás e a arrecadação dos impostos dos estados e municípios.

Na cidade de Alagoinhas, muita gente fez  fila para conseguir o botijão de gás à R$ 40,00. “Acho que essa campanha é de extrema importância principalmente para aqueles que não têm acesso ao botijão de gás. Gostaria muito que o presidente da República revisse o preço do gás e passasse isso pra gente com clareza”, opinou Elisângela, moradora da cidade. Robson, que também chegou cedo à fila, acredita que R$ 40,00 é um valor justo para que o trabalhador e o pai de família possa comprar o gás”.

Para Maria das Graças, moradora de Mata de São João, “o Sindipetro está fazendo um grande trabalho em prol das pessoas da zona rural, que tanto precisam e sofrem”.

Maria das Graças

Dona Celina, que também mora no município de Mata de São João,  contou que mesmo com os braços doendo, pega um carrinho de mão, um facão e vai para o mato cortar lenha. “O botijão aqui custa R$ 70,00. Muito caro. Então, eu cozinho arroz, feijão, frango, tudo na lenha”. Contente com o preço do botijão a R$ 40,00, dona Celina vai poder descansar os braços e utilizar o gás para cozinhar.

Em Dias D’ Ávila, o morador Carlos indagou: “Como uma pessoa que recebe salário mínimo pode pagar R$80,00 pelo botijão de gás”? Já a também moradora Cleonice disse estar amando essa campanha do Sindipetro Bahia. “O gás está em um valor absurdo. Aliás, não é só gás, é tudo em nosso país. hoje o custo de vida está impossível de encarar”.

Cleonice

O diretor de comunicação do Sindipetro e vice-presidente da CUT Bahia, Leonardo Urpia, que está acompanhando a atividade do gás a preço justo no interior da Bahia, afirma estar muito satisfeito com a repercussão da ação, que faz parte da campanha “A Petrobrás fica na Bahia”.

“Em cada lugar que chegamos, percebemos, ao conversar com a população, o estrago que a mudança da politica de preços da Petrobrás, está causando. A decisão do governo Bolsonaro de produzir os derivados do petróleo em real, mas cobrar da população em dólar, está contribuindo para o empobrecimento e a volta do Brasil ao Mapa Mundial da Fome. Já tínhamos saído desse Mapa no governo Lula, mas  agora voltamos, o que é uma lástima”. afirma, Urpia.

A ação do gás a preço justo segue até o final do mês de outubro, passando por mais cidades do interior da Bahia. Veja calendário abaixo:

06/10 (terça-feira)- Simões Filho

07/10 (quarta-feira)- Candeias

08/10 (quinta-feira) São Francisco do Conde

09/10 (sexta-feira)- São Sebastião do Passé

13/10 (terça-feira) – Feira de Santana

14/10 (quarta-feira)- Ipirá

15/10 (quinta-feira)- Itabuna

16/10 (sexta-feira) – Itapetinga

17/10 (sábado)- Canavieiras

20/10 (terça-feira)- Olindina

21/10 (quarta-feira) – Madre de Deus

22/10 (quinta-feira)- Santo Amaro

 

Fonte – Sindipetro Bahia

Comentários