Jornal Tribuna Sisaleira

Jornal Tribuna Sisaleira

França: Baiana de 44 anos está entre mortos no atentado terrorista à basílica em Nice

Uma das vítimas do atentado terrorista na basílica Notre-Dame de Assunção, nesta quinta-feira, 29, no centro de Nice, era a baiana Simone Barreto Silva. Nascida em Salvador, Simone, tinha 44 anos, morava na França há 30 e deixou três filhos.

Natural do bairro do Lobato, na Cidade Baixa, no subúrbio de Salvador, Simone Barreto tinha nacionalidade francesa e formação de cozinheira, mas atualmente trabalhava como cuidadora de idosos. Além disso, Simone era agitadora cultural em Nice e teria organizado, com suas irmãs e primas, a Festa de Yemanjá na cidade.

Em nota, o governo afirma que “deplora e condena veementemente o atroz atentado” que deixou três mortos. O presidente Jair Bolsonaro deu condolências aos familiares e amigos de Simone e “bem como aos das demais vítimas, e estende sua solidariedade ao povo e governo franceses”, disse em comunicado.

Segundo uma prima que falou com a reportagem da Rádio França Internacional, mas preferiu não se identificar, Simone estava na França há 30 anos e deixou três filhos. De acordo com informações da agência Reuters, ela foi ferida a faca e morreu num restaurante quase em frente à catedral, onde tinha tentado se refugiar.

Um dos proprietários do restaurante onde Simone chegou completamente ensanguentada, Brahim Jelloule, falou à TV France Info, ainda em estado de choque, que esteve em contato com Simone nas sua última hora e meia de vida.

“Ela atravessou a rua, toda ensanguentada, e meu irmão e um dos nossos funcionários a recuperaram, a colocaram no interior do restaurante, sem entender nada, e ela dizia que havia um homem armado dentro da igreja”, contou.

Um dos proprietários do restaurante l’Unik, onde Simone chegou completamente ensanguentada, Brahim Jelloule, falou à TV France Info, ainda em estado de choque, que esteve em contato com Simone nas sua última hora e meia de vida.

“Ela atravessou a rua, toda ensanguentada, e meu irmão e um dos nossos funcionários a recuperaram, a colocaram no interior do restaurante, sem entender nada, e ela dizia que havia um homem armado dentro da igreja.”

O caso

Um ataque a faca deixou três mortos na manhã desta quinta-feira, 29, na Basílica de Notre-Dame em Nice, no sul da França. Um homem de 21 anos, foi baleado pela polícia e depois preso.
Além de Simone, morreram uma mulher de 60 anos, encontrada morta com a cabeça quase separada do corpo perto da entrada da igreja e um homem de 55 anos, sacristão da basílica identificado como Vincent. Também foi quase decapitado.
O prefeito de Nice, Christian Estrosi, afirmou que o homem considerado suspeito gritou “Allahu Akbar” (Deus é grande) várias vezes antes de ser baleado e preso. Segundo a agência de notícias AFP, o homem é de origem tunisiana e vivia na França há pouco tempo.

Comentários