Jornal Tribuna Sisaleira

Jornal Tribuna Sisaleira

Horas depois de ser preso, acusado de matar o sanfoneiro Jeovane é solto e sofre tentativa de homicídio

 

Horas depois de ser preso, acusado de matar o sanfoneiro Jeovane é solto e sofre tentativa de homicídio, Segundo informações, os disparos foram efetuados por homens que passaram em um carro.

João Estevão Nascimento, 50 anos, preso em Jacobina no início da tarde de quarta-feira, 30, acusado de matar o sanfoneiro Jeovane Souza no dia 6 de setembro em uma comunidade rural de Quixabeira, após algumas horas detido na Delegacia de Jacobina foi liberado e quando andava em via pública sofreu tentativa de homicídio próximo ao Posto Gumiro na BR 324 em Jacobina.Segundo informações, os disparos foram efetuados por homens que passaram em um carro. Ferido, João pediu socorro aos frentistas no posto, eles acionaram a Guarda Municipal que encaminhou a vítima para a UPA 24h.

De acordo com o Site Augusto Urgente, a Polícia Militar e a Guarda Municipal permaneceram próximo a UPA onde João estava e que o mesmo foi atingido no pescoço e teria entrado na sala de raio-x.

João nega ser o autor do disparo que matou o sanfoneiro

João Estevão foi detido na sede do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) de Jacobina após denúncia. Um vídeo circula em rede social onde um policial ao dar a voz de prisão e justificando porque estaria o levando para a Delegacia ele nega a autoria do crime e aponta um desconhecido que chegou de moto no local.

Joãozinho como é conhecido passou a contar o ocorrido ao militar ainda sentado na cadeira do CRAS e disse que a mãe de Jeovane era quem providenciava o remédio para ele e que a mesma estava separada do marido e que Jeovane chegou a casa onde ele estava no Povoado Pimenteira dizendo que se ela não fosse pra casa por causa dele, ele [Jeovane] iria lhe matar. “Deus não gosta que minta, se mentir, não vai pro céu, ele disse que ia me matar, e disse a todo mundo que ia me matar, só que eu confiava nele, eu abraçava ele, eu amo, eu amava Jeovane”, contou

Estevão então passou a contar a PM que estava sentado na porta da cozinha onde estavam também seu pai e uma irmã e enquanto eles conversavam chegou uma moto e um homem desceu com arma em punho dizendo que queria era Jeovane e que teria dito: ‘Você não disse que matava Joãozinho” e em seguida ouviu um tiro.

Veja o vídeo na íntegra

Desde o primeiro momento houve comentários de que João estaria se envolvendo com a mãe de Jeovane e que ele não aceitava a relação, porém outra pessoa da família nega que tenha ocorrido isso e que até o momento não se sabe ao certo o que motivou o crime.

Comentários