Santaluz: adolescente de 13 anos morre afogado no Açude Tapera

Jornal Tribuna Sisaleira

Jornal Tribuna Sisaleira

POLEMICA AO RETIRAR NOME DE ERASMO PARA COLOCAR DE ZEDAFO EM MERCADO MUNICIPAL DE ARACI

Um grande polemica causada por um projeto de lei, indicação, apresentada na Câmara de Vereadores de Araci, votada e aprovada onde propõe colocar o nome do Senhor Ex. Prefeito de Araci, José Eliotério da Silva Zedafó, pai do atual prefeito Silva Neto.

Conhecido por Zedafó, o atual homenageado faleceu a pouco meses atrás e seu nome foi aprovado para estar na fachada do Mercado de Carne Municipal onde foi inaugurado também a pouco tempo.

Acontece porem que ao apresentar o projeto na Câmara e ser votado e aprovado, as discussões que inicialmente foi gerada pelos pares da casa, ganhou as ruas e as redes sociais, por conta de que, segundo os registros da história, quem construiu o referido mercado foi o primeiro prefeito de Araci, Erasmo de Oliveira Carvalho, que em sua inauguração colocou uma placa com seu nome no prédio, ou seja o mercado tinha o nome do senhor Erasmo.

Familiares, amigos e simpatizantes de Erasmo usam das redes sociais, rádios e Sites para externa sua indignação com o ato que para eles é "Um ato de aproveitamento político, causado por um parlamentar que mancha a honra do primeiro prefeito e construtor do mercado".

"Zedafó é um pessoa que fez história em Araci, e assim como outros merece ser homenageado".
"Erasmo Oliveira de Carvalho é uma pessoa que também fez história em Araci, suas homenagens são justas".
No entanto, não podemos fazer uma homenagem desfazendo da história de Araci e desfazendo de homenagens já feitas a pessoas que tanto fizeram por essa terra.
Desta forma, não é aceitável homenagear Zedafó desfazendo da homenagem feita a Erasmo. Na minha opinião o Mercado deve continuar com o nome de Erasmo e Zedafó deve ser homenageado em outro espaço que ainda não tenha sido fonte de homenagens à pessoas de história de Araci.
  • Erasmo de Oliveira Carvalho - 07.04.1959 a 1963, 1967 a 1970 e 1983 a 1985 
  • José Eliotério da Silva - 1997 a 2000 e 1997 a 2000


Comentários