ARACI NÃO RECEBEU HOJE A VACINA DA COVID-19. 194 MUNICÍPIO NA BAHIA, NÃO ALCANÇOU TAXA DE 85%.

Nesta quarta-feira (10), o município de ARACI não recebeu nenhuma das 178.600 doses de vacinas contra Covid-19 que chegaram na noite de ontem na Bahia e foram distribuídas nesta manhã entre as cidades baianas. Esta foi a sexta remessa do imunizante para a campanha de vacinação.

Dos 417 municípios baianos, até as 17h desta terça-feira, 223 apresentavam taxas com 85% ou mais, se tornando elegíveis para receberem nova remessa de vacinas. O outros 194 estavam abaixo do estabelecido para que pudessem receber novo quantitativo de vacinas.

Na região sisaleira, equipes da Companhia de Emprego Tático Operacional (Ceto) do 16º Batalhão de Polícia Militar foram empregadas na escolta dos imunizantes contra o novo coronavírus que deveriam ser entregues nos municípios de Água Fria, Araci, Barrocas, Biritinga, Conceição do Coité, Lamarão, Retirolândia, Santaluz, São Domingos, Serrinha, Teofilândia e Valente.

Foi definido em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), instância deliberativa que reúne representantes de todas as secretarias municipais de saúde e da secretaria da saúde do Estado, realizada nesta terça-feira (09), que apenas os municípios que tivessem utilizado 85% ou mais das primeiras doses da vacina contra a Covid-19 receberiam os imunizantes vindos na remessa que chegou ao Estado na noite de ontem (09).

Na decisão, tomada de forma colegiada, ficou pactuado que 50% das doses desses munícipios não elegíveis serão encaminhadas para as secretarias municipais de saúde que administraram 90% ou mais, para evitar interrupção da vacinação, e 50% serão direcionados para o Centro Estadual de Armazenamento e Distribuição – CEADI – para envio aos municípios à medida em que forem atingindo a meta de 85%.

A medida tem o objetivo de evitar que o estado fique com doses ociosas, acelerando a estratégia de imunização na Bahia.

O governo alega que o município não atingiu a meta de vacinação da remessa anterior. No entanto, o prefeito Colbert Martins Filho de Feira de Santana, afirma que atingiu sim e que houve um problema burocrático por conta da falta de atualização do sistema.

“Nós já vacinamos mais de 90% da meta e temos três mil doses aqui, mas houve uma problema de alimentação do sistema, no fim de semana. É um problema burocrático, porque nós estamos informando dentro do sistema. Do ponto de vista de vacinação, nós temos 3 mil doses para vacinar e em três dias termina. O problema é burocrático, porque teve problema no sistema”, explicou o prefeito ao Acorda Cidade.

Todos os dias o sistema é alimentado com dados atualizados sobre o número de pessoas vacinadas nos municípios. No caso de Feira de Santana, por exemplo, há inclusive um vacinômetro, que por sinal está desatualizado. O último lançamento foi no último dia 22 de fevereiro, mas ainda assim os dados são encaminhados pela prefeitura para o sistema do governo do estado.

Comentários