Material didático sobre planejamento financeiro é entregue para alunos(as) que participarão do projeto Um Olhar Para o Futuro

Os(as) alunos(as) do 4º ano A da Escola Municipal Rackel Gonsalves dos Santos receberam, ontem (20), o material didático do projeto Um Olhar Para o Futuro (UOPF) – uma iniciativa da Associação das Cooperativas de Apoio a Economia Familiar (ASCOOB), filiada ao Cresol Instituto. O material visa auxiliar as crianças na consolidação de conceitos essenciais sobre planejamento financeiro e projeto de vida.

Todo mês, as crianças receberão um material didático diferente, com diversas atividades relacionadas ao tema central do projeto. Nesse primeiro momento, o kit foi composto por um quebra-cabeça e uma cartilha abordando conceitos sobre a relação responsável com o dinheiro, compras conscientes, sustentabilidade e outras questões.

“Foi gratificante realizar a entrega e poder dar início a esse projeto piloto, que é voltado aos alunos do 4º ano. Os materiais objetivam mostrar como as crianças, desde cedo, podem ter consciência da vida financeira no futuro. Nós, da Ascoob Cresol, temos como princípio cooperativo levar informação à sociedade em que estamos inseridos”, pontuou a presidente da Ascoob Cooperar, Tamires da Silva Ferreira.

Para a Secretária Municipal de Educação, Gerusa Araújo, essa parceria tem muito a acrescentar à vida dos(as) alunos(as) e poderá ser ampliada futuramente. “Estamos muito felizes em poder participar dessa iniciativa. A expectativa é que o projeto possa abranger, a partir do próximo ano, outras escolas e outras turmas, e que possamos incentivar ainda mais a educação financeira para as nossas crianças” afirmou.

Sobre o projeto

O UOPF tem como objetivo fomentar, em crianças de 9 a 12 anos, o planejamento das bases da vida financeira para obter um futuro mais estruturado. Os principais pilares a serem trabalhados durante o projeto são o equilíbrio entre renda e gastos; o consumo consciente; o desenvolvimento sustentável; o papel do esforço coletivo e a importância da solidariedade para uma convivência social mais colaborativa.

Além de contribuir para um modelo de sociedade no qual as pessoas possam compreender o uso mais adequado do dinheiro e suas consequências, o projeto oferecerá aos(às) alunos(as) e professores(as) envolvidos uma certificação de 20 horas.


Fonte Ascom/Tucano

Comentários