PROJETOS INDIGENAS KIRIRS VISITAM AS ESCOLAS EM JORRO, TUCANO

GLAUBER CORDEIRO DIZ NA TRIBUNA DA CÂMARA "PRECISAMOS PROTEGER A NOSSA CULTURA EM ARACI!".

No uso da tribuna da câmara de Vereadores da Câmara de Araci desta terça feira dia 30 de maio de 2023, o senhor Glauber Cordeiro pediu  espaço para falar sobre A CULTURA RELIGIOSA DE ARACI.

A Preservação do patrimônio histórico de Araci foi o tema escolhido pelo orador que veia a casa da cidadania para solicitar atenção.

31 de Maio é um grande dia de um evento em que a Igreja Católica comemora a coração a imagem de Nossa Senhora que ocorre todos os anos desde que a imagem aqui chegou.

A lei orgânica de Araci diz em seu texto na pagina de numero 100:

"A comunidade que já era composta por mais de 30  casas passou a ser considerado um povoado e foi anexado a freguesia de Tucano dele dependendo politica e espiritualmente, José Ferreira e seus filhos decidiram iniciar as obras da nova igreja, perto de finalizar as obras, Zé Ferreira mandou buscar de Portugal uma Imagem da Imaculada Conceição que veio de trem até a cidade de Serrinha e de lá chegou a Araci em um carro de bois, acompanhado pelo padre Antonio Rocha em 08 de Dezembro de 1859".

Araci surge em torno de uma fé e a tradicional festa da padroeira, após mais de 163 anos esta tradição da cultura religiosa está ameaçada por ausência da antiga igreja, de festas mundanas acontecendo no ato da celebração e por falta de outras políticas de reconhecimento, gratidão e preservação.

Solicitamos pois que os vereadores reconheçam este evento importante para a cidade de Araci com nossa proposição de que a casa da cidadania crie um projeto de lei que possa o nosso município reconhecer ao menos a festa da Padroeira Nossa Senhora da Conceição do Raso, que sempre acontece de 29 de outubro a 08 de Dezembro, como Patrimônio Histórico e Cultural do nosso Araci.

Os artigos 215 e 216 da Constituição Federal e a Lei Orgânica de Araci nos artigos 191 e 192 nos dá o aparato legal e tratam especificamente da conservação, preservação e valorização dos nossos Patrimônios Históricos e Culturais.

Hoje, nossas crianças, adolescentes e jovens não está tendo acessos a estes valores culturais como antes. 

"A desvalorização das manifestações culturais religiosas que sequer estão incluídas no calendário cultural e artístico de Araci". - Disse Glauber.

Araci é um município brasileiro no interior do estado da Bahia. Pertencente a Mesorregião do Nordeste Baiano e da Microrregião de Serrinha e compõe, juntamente com outros municípios, o território denominado de Território do Sisal. Araci é a quadragésima primeira cidade baiana em números de habitantes, sua população estimada em 55.935 habitantes, conforme censo feito pelo IBGE no ano de 2017. É um dos poucos municípios baianos que não sofreu desmembramento de seu território para originar novos municípios. A sede fica a aproximadamente 210 quilômetros de Salvador. Sua área territorial é de 1.495,554 km².

Após o regresso do Capitão José Ferreira de Carvalho e seu restabelecimento em sua fazenda, onde seria erguida a Cidade, pois ele havia demandando para Serrinha, motivado por uma grande estiagem, ele iniciou a construção de uma igreja para a qual recebeu oferta de ajuda do então Imperador D. Pedro II mas ele recusou a ajuda, alegando que para melhor servir a Deus, a obra seria concluída sem auxílio de particulares.[10]

Fatos históricos

  • 1812 - Fundação da Fazenda Raso pelo Capitão José Ferreira de Carvalho, que viria a se tornar Araci;
  • 1859 - 8 de dezembro, Proclamação de Nossa Senhora da Conceição como padroeira de Araci;
  • 1861 - Foi elevado a condição de Distrito anexado a Tucano;
  • 1866 - Morreu o fundador de Araci José Ferreira de Carvalho, aos 83 anos de idade;
  • 1877 - 12 de abril, elevação a categoria de freguesia, sendo o Padre Alexandre o 1º pároco;
  • 1890 - 13 de dezembro - Emancipação Política da Vila do Raso, sendo desmembrado de Tucano;
  • 1904 - Alteração no topônimo: de Vila do Raso para Araci;
  • 1931 - Araci perde o status de Município e é anexado a Serrinha;
  • 1932 - Araci sofre com uma das maiores secas da história;
  • 1959 - Araci é reemancipada, recebendo assim de volta e definitivamente o status de município;
  • 1966 - Inauguração do CEMOB;
  • 1977 - Inauguração do Estádio Municipal José Brígido da Silva;
  • 2016 - Antonio Carvalho da Silva Neto é o 1° prefeito a ser reeleito no Município de Araci;
  • 2017 - Padre Araciense, Monsenhor Ionilton Lisboa SDV é nomeado Bispo pelo Papa Francisco[11].
  • 1812 - Fundação da Fazenda Raso pelo Capitão José Ferreira de Carvalho, que viria a se tornar Araci;
  • 1859 - 8 de dezembro, Proclamação de Nossa Senhora da Conceição como padroeira de Araci;
  • 1861 - Foi elevado a condição de Distrito anexado a Tucano;
  • 1866 - Morreu o fundador de Araci José Ferreira de Carvalho, aos 83 anos de idade;
  • 1877 - 12 de abril, elevação a categoria de freguesia, sendo o Padre Alexandre o 1º pároco;
  • 1890 - 13 de dezembro - Emancipação Política da Vila do Raso, sendo desmembrado de Tucano;
  • 1904 - Alteração no topônimo: de Vila do Raso para Araci;
  • 1931 - Araci perde o status de Município e é anexado a Serrinha;
  • 1932 - Araci sofre com uma das maiores secas da história;
  • 1959 - Araci é reemancipada, recebendo assim de volta e definitivamente o status de município;
  • 1966 - Inauguração do CEMOB;
  • 1977 - Inauguração do Estádio Municipal José Brígido da Silva;
  • 2016 - Antonio Carvalho da Silva Neto é o 1° prefeito a ser reeleito no Município de Araci;
  • 2017 - Padre Araciense, Monsenhor Ionilton Lisboa SDV é nomeado Bispo pelo Papa Francisco[1


Comentários