Jornal Tribuna Sisaleira

Jornal Tribuna Sisaleira

CURTUMES DE TUCANO E MP REALIZAM MAIS UMA ADIENCIA, VEJA AQUI TUDO O QUE TA ACONTECENDO

Na sexta-feira, dia 19, mais um capitulo da novela que parece não ter fim. A realização demais uma Audiência Pública na Câmara Municipal de Tucano, organizada pelos agentes de saúde e de endemias locais. Segundo os organizadores, o objetivo da audiência pública consistiu em abrir o debate sobre a situação das atividades de curtumes no município. O evento reuniu políticos, o MPMT, lideranças regionais e municipais dos agentes, representantes do Inema e da Defensoria Pública, bem como representantes das associações de curtumes. 

Da Audiência Pública, saiu o encaminhamento de montar uma comissão que articule junto aos órgãos responsáveis a prorrogação das multas ambientais e do (TAC) aplicadas pelo Ministério Público aos produtores, assim como a viabilização de recursos para reestruturar a atividade nas normas exigidas.


Veja abaixo matérias anteriores.


Ministério Público visitou os curtumes de Tucano e deliberou readequações.

Mais um capitulo na novela dos cortumes de tucano se deu nesta terça-feira, dia 11 de Junho de 2019, onde o Ministério Público do Meio Ambiente de Euclides da Cunha fez uma reunião com a presença do Departamento de Meio Ambiente da Prefeitura Municipal de Tucano e a associações de Pedra Grande do cortume e região. 

Na oportunidade o promotor que analisa o caso fez a visita aos curtumes da região e conversou com trabalhadores e empresários. Fica decidido que até o dia 26 de agosto de 2019, os trabalhos nos curtumes devem ser readequados, de modo não não poluir o Rio Itapicuru Mirim, ou estes deveriam ser fechados imediatamente.


Ficou decidido e assinado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado entre todas as partes como também foi deliberado que haveria mais uma vista técnica para conferir o andamento das readequações, onde se caso asreadequações avancem a promotoria poderá até aumentar o prazo de cumprimento do tac.

ACABOU AGORA A AUDIÊNCIA PUBLICA COM O MP, INEMA E ASSOCIAÇÃO DE CORTUMES DE TUCANO.

Acabou agora a audiência entre o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos – INEMA, o Ministério Público e Associação das comunidades de Pedra Grande do Cortume, onde nesta manhã de terça feira, dia 04 de Dezembro de 2018, a audiência começou as 10h, na câmara municipal de vereadores de Tucano.

O promotor de Justiça, Doutor, Ernesto Cabral de Medeiros, iniciou o evento fazendo um relato sobre o papel do MP e o que levou o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos – INEMA e o Ministério Público condenar a Associação da comunidade de Pedra Grande do Cortume a pagar multa de R$ 10 mil e a parar as atividades, por conta da justificativa de estar poluindo o rio Itapicuru. Em  seguida o Perito Ambiental, Sr. Weslei Lima, endossou as palavras do promotor demostrando slides que demostram o impacto ambiental que a pratica irregular do trabalho com o couro vem causando ao meio ambiente. Também foi ouvido a população presente, que, lotaram a câmara para ouvir propostas de solução do problema.

Decisão por fechamento dos cortumes ate o mês de Janeiro de 2019. 

veja os videos e demais fotos do evento











veja as matérias anteriores 



AUDIÊNCIA PULICA EM TUCANO DEFINIRÁ FUTURO DE CORTUME



Está marcado para amanhã, terça feira, dia 04 de Dezembro de 2018, a partir das 9h, na câmara municipal de vereadores de Tucano, Bahia, Audiência entre o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos – INEMA, o Ministério Público e Associação da comunidade de Pedra Grande do Cortume, que foi condenada a pagar multa de R$ 10 mil e a parar as atividades, por conta da justificativa de estar poluindo o rio Itapicuru.

veja matérias anteriores

INEMA CONDENA ASSOCIAÇÃO DA PEDRA GRANDE DO CORTUME DE TUCANO A MULTA DE 10 MIL E PARAR ATIVIDADES.

O INEMA, que é um órgão de meio ambiente do estado, condenou a associação da comunidade de Pedra Grande do Cortume de Tucano, a pagar multa de 10 mil e condenada a parar as atividades ali desenvolvidas por poluição ao rio que corta a área de trabalho dos agricultores e por não obter licença ambienta para exploração da atividade que há décadas é desenvolvida nas comunidades daquela região.
Associação dos agricultores familiares e produtores de sola da comunidade de Pedra Grande e Região, criada desde, 1998, agregando as comunidades de Kaipé, Gameleira e Varginha, quatro comunidades que trabalha diretamente com o couro, curtume, que apresentaram pedido de curtumes para as comunidade de Varginha, Pedra Grande e Araticunzeiro. São 283 famílias que trabalham diretamente com couro e estão ligadas a Associação dos agricultores familiares e produtores de sola da comunidade de Pedra Grande e Região, onde 500 famílias trabalham diretamente com a matéria prima do couro produzindo artesanalmente seus resultados a exemplo das comunidades de Tracupá, Crenguenhem, Tiririca e outras comunidades.
Fernando Presidente ressaltou que haverá uma audiência publica no dia 04 de Dezembro 2018, as 9 horas na Câmara Municipal de Vereadores de Tucano, com o Ministério Público e interessados para buscar solução para a problemática.
Para o vereador Marcos do Raio X, que vem acompanhando em loco a problemática o governo do estado, o governo municipal devem e unir e investir recursos público para sanar as dificuldades da associação e resolver o problema ambiental como deseja o ministério público.  

Veja Matéria anterior pulicada por nosso site...

DEPUTADOS E VEREADORES VISITAM REALIDADE DE PEDRA GRANDE DO CORTUME EM TUCANO.

Associação dos agricultores familiares e produtores de sola da comunidade de Pedra Grande e Região, ciada desde, 1998, agregando as comunidades de Kaipé, Gameleira e Varginha, quatro comunidades que trabalha diretamente com o couro, curtume, que apresentaram pedido de curtumes para as comunidade de Varginha, Pedra Grande e Araticunzeiro.
São 283 famílias que trabalham diretamente com couro e estão ligadas a Associação dos agricultores familiares e produtores de sola da comunidade de Pedra Grande e Região, onde 500 famílias trabalham diretamente com a matéria prima do couro produzindo artesanalmente seus resultados a exemplo das comunidades de Tracupá, Crenguenhem, Tiririca e outras comunidades.
Se houver o fechamento dos cortumes por condenação do meio ambiente, estas dezenas de centenas de famílias que trabalham diretamente com couro. O Vereador Nadinho assim como o vereador Marcos do Raio X iniciaram a luta em favor de garantir os direitos municipais através de intervenção da câmara e seus mandatos para estas famílias não serem prejudicadas.
O Deputado Alex da Lima, Presente, falou as famílias e aos sócios da Associação dos agricultores familiares e produtores de sola da comunidade de Pedra Grande e Região, que a partir de agora está na luta para garantir o não fechamento do mesmo, para isso precisava reverter o prazo da condenação do fechamento e a abertura e conquista de cortumes de acordo a exigência da legislação.
Isac, Ex Prefeito de Juazeiro também esteve presente e discursou afirmando que os agricultores, as famílias e os produtores de sola da comunidade de Pedra Grande e Região poderá contar com o apoio dele na conquista pleitada e desejada por todos.
Associação entregou ao Deputado Alex Lima o projeto para que seja levado e apresentado aos órgãos governamentais e ambientais para solucionar o problema.
Veja os videos e as fotos