Jornal Tribuna Sisaleira

Jornal Tribuna Sisaleira

Corpo do mototaxista Ezimar é encontrado e um acusado de cometer o crime é preso em Capim Grosso

Corpo do mototaxista Ezimar é encontrado em Capim Grosso. Chega ao fim, e de maneira trágica, o drama sobre o desaparecimento do mototaxista Ezimar Cerqueira dos Santos, 35 anos, vítima de um assalto na cidade de Capim Grosso, na região de Jacobina. O corpo de Ezimar foi encontrado na manhã desta terça-feira (21), em uma área perto de um açude, em Capim Grosso, após um dos participantes do crime ser capturado e confessar a morte, apontando o local onde o corpo estava.
Desde a última sexta-feira (17), quando Ezimar saiu para atender um chamado e desapareceu, toda a região acompanhava apreensiva o desfecho do caso. E hoje, após quatro dias do desaparecimento do mototaxista, infelizmente, veio a notícia que ninguém gostaria de receber: Ezimar, um homem evangélico e trabalhador, foi morto por três elementos que queriam roubar sua moto.
Fabrício, um dos acusados, confessou o crime e disse que Ezimar foi moto com golpes de faca e facão. Em seguida, eles cobriram o corpo da vítima com folhas e fugiram levando sua moto.
A primeira pista de que algo pior havia acontecido com Ezimar surgiu no distrito de Novo Paraíso, em Jacobina, no domingo (19), quando a moto dele foi encontrada já com outra placa. Os três suspeitos fugiram do cerco e se embrenharam na mata. A caçada aos acusados foi iniciada no domingo, e hoje Fabrício acabou preso. Outro acusado também foi preso.
Uma multidão cercou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em Capim Grosso, para onde os presos foram levados antes de serem encaminhado à delegacia.
Preso um dos três acusados de assaltar o mototaxista Ezimar, de Capim Grosso
Um dos três suspeitos de participar diretamente do assalto ao mototaxista Ezimar, identificado como Fabrício, foi preso pela-força-tarefa composta pela Polícia Militar e Guarda Municipal, na manhã desta terça-feira (21). Ezimar foi vítima de um assalto na última sexta-feira, 17, e está desaparecido desde o crime.
Os três suspeitos se embrenharam na mata após a moto da vítima ser localizada no distrito de Novo Paraíso, no município de Jacobina. Um deles foi capturado, e, através do depoimento do acusado, pode-se chegar a localização da vítima. Dois dos acusados ainda se encontram foragidos, dentro do mato, e são caçados pelas equipes. Além de guardas municipais e policiais militares, dezenas de pessoas vindas de Capim Grosso e do distrito de Novo Paraíso, ajudam nas buscas.
Fabrício teria confessado que assassinou Ezimar. O trio teria usado faca e facão para tirar a vida da vítima, depois fugiram com a moto dele para Novo Paraíso, onde trocaram a placa. As equipes ainda buscam localizar o corpo de Ezimar para confirmar se a informação passada pelo suspeito preso é verídica.