POMBAL RECEBEU 850 DOSES E TUCANO 680 E ARACI NÃO RECEBEU VACINA DA COVID-19 POR NÃO CUMPRIR META DE VACINAÇÃO.

POMBAL RECEBEU 850 DOSES E TUCANO 680 E ARACI NÃO RECEBEU VACINA DA COVID-19 POR NÃO CUMPRIR META DE VACINAÇÃO. 

ARACI - Nesta quarta-feira (10), o município de não recebeu nenhuma dose do imunizante para a campanha de vacinação. Dos 417 municípios baianos, até as 17h desta terça-feira, 223 apresentavam taxas com 85% ou mais, se tornando elegíveis para receberem nova remessa de vacinas. Outros 194 estavam abaixo do estabelecido para que pudessem receber novo quantitativo de vacinas. A prefeitura Municipal de Araci até o fechamento da matéria não publicou nada Oficialmente a respeito do assunto.

TUCANO - Maior remessa de vacinas CoronaVac chega a Tucano nesta quarta-feira (10). Tucano recebeu, hoje (10), a maior remessa de vacinas contra a Covid-19. O lote, disponibilizado pelo Governo Federal e direcionado à cidade por meio do Governo do Estado, conta com 680 doses da CoronaVac – vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan e pelo laboratório chinês Sinovac.

Ribeira do Pombal-BA - recebe 850 doses da vacina CoronaVac, a maior remessa do imunizante contra COVID-19. Essa vacina será destinada para: Conclusão da vacinação dos idosos de 80 anos ou mais da sede e zona rural do município nos dias 11 e 12 de março. Seguindo o escalonamento por faixa etária iniciaremos os idosos de 79 e 78 anos nos dias 13, 14 e 15 de março. 4% dos Trabalhadores de Saúde seguindo a ordem deliberada na Resolução CIB n° 32/2021.


Prefeitura precisa informar as quantidades de vacinas que recebe e principalmente, a quantidade de pessoas vacinadas. Até hoje a cidade não soube a quantidade de doses que recebeu da AstraZeneca. E a pergunta que não pode calar, Araci recebeu de ontem pra hoje doses da coronavac? Se não recebeu é porque não atingiu a meta de mais de 80% de vacinados com as doses já recebidas.

Vamos lá meu povo, vamos procurar nosso direito as informações, que toda prefeito, governador está passando para a população.

  • Realmantes essas informações sobre a qualidade de vacina q chega no nosso município deveria ser divulgado
    1
    • Curtir
    • Responder
    • 14 h
    • Curtir
    • Responder
    • 13 h
  • Rejane Carvalho
     indignada Araci n chegou vacina pq n atingiu 85% ai á prefeitura nao informa muita falta de organização enquanto as cidades vizinhas recebeu e ja vai vacina apartir de 75
    1
    • Curtir
    • Responder
    • 13 h
  • Então a população tem que gritar. Se não resolve gritar por aqui vamos na página de Rui Cunha tanto no Facebook quanto no Instagram gritar, pedir por nossa cidade e pela população que precisa da vacina.
    1
    • Curtir
    • Responder
    • 12 h
  • Em Salvador amanhã começa a vacinar idosos de 77 anos, em Lauro de Freitas, onde eu moro 78 anos. Do jeito que vai aí quando será que vai vacinar a população que vivem participando de festinhas e fazendo as aglomerações? Se a coisa não andar mais rapido novas variantes vão aparecer. A vacina é pra ontem.
    Vamos pedir socorro ao governo do estado

Maior remessa de vacinas CoronaVac chega a Tucano nesta quarta-feira (10). Tucano recebeu, hoje (10), a maior remessa de vacinas contra a Covid-19. O lote, disponibilizado pelo Governo Federal e direcionado à cidade por meio do Governo do Estado, conta com 680 doses da CoronaVac – vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan e pelo laboratório chinês Sinovac.

Desse total, 420 unidades do imunizante serão destinadas aos idosos de 80 anos ou mais, 225 unidades aos idosos entre 75 a 79 anos e 35 unidades aos trabalhadores de saúde. A imunização com esse novo lote acontecerá dentre amanhã (11) e a próxima terça-feira (16), com exceção do fim de semana. “Estamos vivendo a pior fase da pandemia. Perdemos dois tucanenses entre ontem e hoje, um deles tinha apenas 27 anos. Nós lamentamos muito. A chegada dessa remessa com tantas doses, em um momento tão crítico, nos traz esperança, mas não podemos descuidar um só instante”, afirma a Secretária Municipal de Saúde, Denise Correia. A Secretária alerta, ainda, para a necessidade de completar a etapa de aplicação das segundas doses para os idosos entre 87 e 89 anos, bem como de trabalhadores de saúde. “As pessoas precisam ficar atentas ao prazo de aplicação da segunda dose. Aquelas que estão contempladas nessa faixa etária e categoria precisam se dirigir a um dos postos de saúde para completar de forma eficaz o ciclo de imunização”, sinaliza Denise.

Logística

Para dar celeridade à vacinação nos povoados e na zona rural, a gestão está disponibilizando equipes volantes. Os agentes de saúde aplicarão os imunizantes nos idosos em domicílio. Os idosos da sede e de Caldas do Jorro poderão procurar os pontos de vacinação que já vêm atuando regularmente na campanha. O Centro de Saúde, em Caldas do Jorro, e o posto de saúde Dr. Oswaldo Assumpção, na sede, continuam sendo os pontos onde a aplicação do imunizante é realizada. O horário de funcionamento é de 08h às 17h. Para receber a dose da vacina é necessário apresentar o CPF ou cartão do SUS, o cartão de vacinação (aquele apresentado no dia de aplicação da primeira dose ou aquele recebido após a vacinação), além do comprovante de residência em Tucano.

Ribeira do Pombal-BA recebe 850 doses da vacina CoronaVac, a maior remessa do imunizante contra COVID-19. Essa vacina será destinada para: Conclusão da vacinação dos idosos de 80 anos ou mais da sede e zona rural do município nos dias 11 e 12 de março. Seguindo o escalonamento por faixa etária iniciaremos os idosos de 79 e 78 anos nos dias 13, 14 e 15 de março. 4% dos Trabalhadores de Saúde seguindo a ordem deliberada na Resolução CIB n° 32/2021.

Além disso, será dado continuidade à aplicação da 2ª dose dos idosos de 87 a 89 anos e trabalhadores de saúde contemplados na 4ª remessa.

ARACI NÃO RECEBEU HOJE A VACINA DA COVID-19. 194 MUNICÍPIO NA BAHIA, NÃO ALCANÇOU TAXA DE 85%.

Nesta quarta-feira (10), o município de ARACI não recebeu nenhuma das 178.600 doses de vacinas contra Covid-19 que chegaram na noite de ontem na Bahia e foram distribuídas nesta manhã entre as cidades baianas. Esta foi a sexta remessa do imunizante para a campanha de vacinação.

Dos 417 municípios baianos, até as 17h desta terça-feira, 223 apresentavam taxas com 85% ou mais, se tornando elegíveis para receberem nova remessa de vacinas. O outros 194 estavam abaixo do estabelecido para que pudessem receber novo quantitativo de vacinas.

Na região sisaleira, equipes da Companhia de Emprego Tático Operacional (Ceto) do 16º Batalhão de Polícia Militar foram empregadas na escolta dos imunizantes contra o novo coronavírus que deveriam ser entregues nos municípios de Água Fria, Araci, Barrocas, Biritinga, Conceição do Coité, Lamarão, Retirolândia, Santaluz, São Domingos, Serrinha, Teofilândia e Valente.

Foi definido em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), instância deliberativa que reúne representantes de todas as secretarias municipais de saúde e da secretaria da saúde do Estado, realizada nesta terça-feira (09), que apenas os municípios que tivessem utilizado 85% ou mais das primeiras doses da vacina contra a Covid-19 receberiam os imunizantes vindos na remessa que chegou ao Estado na noite de ontem (09).

Na decisão, tomada de forma colegiada, ficou pactuado que 50% das doses desses munícipios não elegíveis serão encaminhadas para as secretarias municipais de saúde que administraram 90% ou mais, para evitar interrupção da vacinação, e 50% serão direcionados para o Centro Estadual de Armazenamento e Distribuição – CEADI – para envio aos municípios à medida em que forem atingindo a meta de 85%.

A medida tem o objetivo de evitar que o estado fique com doses ociosas, acelerando a estratégia de imunização na Bahia.

O governo alega que o município não atingiu a meta de vacinação da remessa anterior. No entanto, o prefeito Colbert Martins Filho de Feira de Santana, afirma que atingiu sim e que houve um problema burocrático por conta da falta de atualização do sistema.

“Nós já vacinamos mais de 90% da meta e temos três mil doses aqui, mas houve uma problema de alimentação do sistema, no fim de semana. É um problema burocrático, porque nós estamos informando dentro do sistema. Do ponto de vista de vacinação, nós temos 3 mil doses para vacinar e em três dias termina. O problema é burocrático, porque teve problema no sistema”, explicou o prefeito ao Acorda Cidade.

Todos os dias o sistema é alimentado com dados atualizados sobre o número de pessoas vacinadas nos municípios. No caso de Feira de Santana, por exemplo, há inclusive um vacinômetro, que por sinal está desatualizado. O último lançamento foi no último dia 22 de fevereiro, mas ainda assim os dados são encaminhados pela prefeitura para o sistema do governo do estado.

Comentários