PROJETOS INDIGENAS KIRIRS VISITAM AS ESCOLAS EM JORRO, TUCANO

Acusado (Dr. Geraldo Freitas) de assassinar médico (Dr. Andrade Lopes) vai a Júri Popular

 

Acusado de assassinar médico vai a Júri Popular

Homem está preso no Conjunto Penal de Feira de Santana.

O médico Geraldo Freitas de Carvalho Júnior, acusado de matar o colega Andrade Lopes, também médico, irá a Júri Popular. A informação é do site Acorda Cidade.

Geraldo foi pronunciado na última sexta-feira (17) pela juíza Márcia Simões Costa, titular da Vara do Júri de Feira de Santana. Ele está preso no Conjunto Penal de Feira de Santana desde o dia 28 de maio de 2021.

O crime ocorreu no dia 24 de maio do mesmo ano, na cidade de Araci. A vítima foi assassinada e jogada no Rio Jacuípe, presa a uma âncora.

Apesar do pronunciamento da juíza da Vara do Júri, os advogados do acusado ainda serão intimados e podem recorrer da decisão junto ao Tribunal de Justiça da Bahia.

O médico confessou ter matado Andrade Lopes e justificou ter cometido o crime após ter premonições.

Veja matérias já publicadas sobre o assunto.

ACONTECE AGORA EM ARACI O VELÓRIO E SEPULTAMENTO DO DR. ANDRADE

Acontece agora neste momento de frente a Câmara de Vereadores de Araci, a solenidade religiosa em homenagem ao "Dr. Andrade". 

O Copro chegou a Araci agora a pouco e entrou na cidade em cortejo até a frente da casa legislativa onde familiares e amigos fazem neste momento o velório e começa o cortejo para ir até o cemitério São João Batista onde será sepultado. Araci chora a perda deste amigo que tanto serviu a a sociedade, Araci era a cidade que o medico trabalhava e morava, más também atendia em Tucano onde deixa grandes amigos e uma população agradecida pelos serviços prestado com profissionalismo e humanismo. 






Matérias relacionadas


VELÓRIO E SEPULTAMENTO DO DR. ANDRADE SERÁ EM ARACI. PARENTES E AMIGOS DÃO ADEUS E FARÃO HOMENAGEM

O médico Andrade Lopes Santana, será velado na câmara municipal de vereadores e sepultado no cemitério São João Batista na cidade de Araci. 

Segundo familiares e amigos da vítima o velório será na câmara de vereadores e o enterro se dará as 11 horas no cemitério São João Batista onde com homenagens de amigos e parente que apesar da tristeza da perda, sente orgulho de conviver com o profissional de saúde que foi o doutor Andrade Santana como era mais conhecido.  Araci era a cidade que o medico trabalhava e mora, más também atendia em Tucano onde deixa grandes amigos e uma população agradecida pelos serviços prestado com profissionalismo e humanismo. 

"É lamentável uma noticia tão triste, acompanhada por uma dor do inconformismo de saber que a violãncia a cada momento vem seifando vidas de pessoas tão bondosas e caridosa como a do Dr. Andrade" - Disse Maria do Rosário que já foi muito bem atendida pelo médico em Araci.


Vamos as última noticias e aos fatos do crime contra o DR Andrade Lopes.

O homem preso na tarde desta sexta-feira (28) em Feira de Santana, considerado o principal suspeito pela morte do médico Andrade Lopes Santana, era amigo da vítima de acordo com a polícia. O acusado, que também é médico, teve a prisão temporária decretada por 30 dias pela juíza titular da Vara do Júri de Feira de Santana após os investigadores suspeitarem do envolvimento dele.

Em entrevista ao site Acorda Cidade, o coordenador de Polícia Civil da 1ª Coorpin de Feira de Santana, delegado Roberto Leal, relatou que logo após o início às investigações sobre o desaparecimento do médico, a polícia percebeu que as informações prestadas pelo amigo da vítima, que chegou a receber os familiares de Andrade, não condiziam com os fatos. 

“Inicialmente, no dia do desaparecimento e no dia seguinte, quando um colega de trabalho do médico compareceu à delegacia de polícia informando sobre o desaparecimento, as investigações foram iniciadas pela 1ª Coorpin e também pela Furtos e Roubos, e de imediato começou-se a perceber que as alegações prestadas pelo colega não estavam relacionadas corretamente com o que foi angariado durante as investigações preliminares. As investigações continuaram, e no dia 27, chegou-se a uma testemunha, que acabou relatando algumas informações que apontam para a participação dessa pessoa com o crime”, disse. 

Ainda de acordo com o delegado, também no dia 27, as equipes de inteligência chegaram a um estabelecimento comercial onde se verificou que o acusado tinha comprado uma âncora, a mesma que foi encontrada amarrada ao corpo do médico. “Até o momento não conseguimos apontar corretamente a motivação para o fato. Em relação à venda da moto aquática, está descartada, principalmente pelos depoimentos coletados de amigos e outros colegas de Andrade, de que ele não veio a Feira de Santana para negociação desse Jet Sky. Ele veio justamente resolver uma pendência junto ao Exército para aquisição de uma arma de fogo”, relatou.

As investigações esperam concluir se o homicídio foi cometido pelo amigo da vítima, se ele teve auxílio de uma outra pessoa, ou se o crime foi cometido por um terceiro a mando do acusado. "Essas investigações estão sendo realizadas e é necessário que se mantenha sigilo pra não prejudicar o inquérito policial. A prisão temporária foi por homicídio qualificado, crime hediondo. A vítima e o autor eram amigos próximos e colegas de trabalho e haviam agendado um encontro para desfrutar de um momento de lazer no Rio Jacuípe, quando iriam andar de Jet Sky. Vamos aprofundar as investigações para saber se o médico chegou ou não ao local”, disse.

O suspeito foi encaminhado ao Departamento de Polícia Técnica para exame de corpo delito. Ao retornar do DPT, ficará custodiado no Complexo de Delegacias do bairro Sobradinho e, na segunda-feira, deverá ser levado ao presídio regional de Feira de Santana.

Após o corpo do médico Andrade Lopes Santana, que estava desaparecido, ter sido encontrado na manhã desta sexta-feira, equipes da 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Feira) e da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Feira de Santana, no Portal do Sertão, prenderam, no início da tarde desta sexta-feira (28), o suspeito pelo homicídio. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), a motivação está sendo apurada pela polícia. O médico de 32 anos havia desaparecido na segunda-feira (24), depois de sair de Araci, na região sisaleira, com destino a Feira de Santana. Natural do Acre, Andrade teve o corpo amarrado a uma âncora, também localizada pelos policiais.  

Durante a tarde desta quarta-feira (26), o vigilante Jeferson Oliveira dos Santos, que trabalha no Hospital Municipal Nossa Senhora da Conceição, em Araci, prestou depoimento no Complexo de Delegacias, no Sobradinho.Além do vigilante também foram ouvidos: um médico amigo de Andrade, a mulher com quem ele marcou o almoço e uma funcionária do hospital de Araci.

A pasta informou que o mandado de prisão foi cumprido na residência do suspeito, no bairro da Santa Mônica.  A família de Andrade chegou nesta quinta-feira (27) em Feira para acompanhar as investigações. 
'Eu fui abraçada pelo assassino, mataram meu filho de joelhos', diz mãe do médico Andrade Santana. Os familiares do médico psiquiatra Andrade Santana Lopes, de 32 anos, estiveram no Departamento de Polícia Técnica de Feira de Santana (DPT), na tarde desta sexta-feira (28) para fazer o reconhecimento do corpo. A mãe de Dr. Andrade, Domitila Lopes, que saiu do Acre para acompanhar as investigações sobre o desaparecimento do filho, disse ao Acorda Cidade, que estava muito triste e que foi abraçada pelo suspeito. Ela disse que ele chegou a ir com a irmã de Andrade ao local onde o carro dele foi encontrado e ficava apontando pessoas como suspeitas. “Isso é um absurdo né? É muito triste. A gente não merece isso. Eu fui abraçada pelo assassino, ele me confortava, chorou comigo, sentiu a minha dor junto comigo. Isto é muito triste. Ninguém merece isso, eu estou arrasada com isso. Eu reconheci o corpo do meu filho pelos pés porque o resto estava deformado. Mataram meu filho de joelhos. Eu creio que meu filho teve tempo de se consertar com Deus. Meu filho tinha um projeto de ajudar os pobres, ele trabalhava na assistência social, ele era um menino de ouro. Era um menino bom, não merecia ter morrido assim. Eu estou arrasada, eu estou tendo conforto das orações do Brasil, que está sentindo a minha dor junto comigo. Meu filho foi traído, confiou no amigo. Se dizia doutor, não sei se é doutor, dava plantão e tudo, e depois fazer uma coisa dessas com um ser humano tão bom”, desabafou.


O corpo do médico Andrade Lopes Santana foi encontrado na manhã desta sexta-feira (28). Segundo a Polícia Civil, amigos fizeram a identificação. O corpo estava em um trecho do Rio Jacuípe, no município de São Gonçalo dos Campos, no Portal do Sertão. Andrade Lopes estava desaparecido desde a última segunda-feira (24) quando tinha saído de Araci, na região sisaleira, para ir a Feira de Santana.

Desde então, não foi mais visto. Familiares do médico, que é natural do Acre, chegaram a Feira de Santana nesta quinta-feira (27) para ajudar na apuração do caso. Ainda segundo a polícia, a suspeita é que o médico tenha sido vítima de crime contra o patrimônio. Logo após ser identificado, o corpo foi levado para perícia no Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Feira de Santana. 


Feira de Santana: Suspeito de matar médico e jogar corpo em rio é preso

Após o corpo do médico Andrade Lopes Santana, que estava desaparecido, ter sido encontrado na manhã desta sexta-feira, equipes da 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Feira) e da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Feira de Santana, no Portal do Sertão,  prenderam, no início da tarde desta sexta-feira (28), o suspeito pelo homicídio. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), a motivação está sendo apurada pela polícia.

O médico de 32 anos havia desaparecido na segunda-feira (24), depois de sair de Araci, na região sisaleira, com destino a Feira de Santana. Natural do Acre, Andrade teve o corpo amarrado a uma âncora, também localizada pelos policiais.  

A pasta informou que o mandado de prisão foi cumprido na residência do suspeito, no bairro da Santa Mônica.  A família de Andrade chegou nesta quinta-feira (27) em Feira para acompanhar as investigações.

Corpo encontrado é do médico psiquiatra Andrade Santana.

Corpo é achado em rio de São Gonçalo dos Campos e polícia investiga se é de médico de Araci que está desaparecido
Um corpo foi encontrado no Rio Jacuípe, em São Gonçalo dos Campos, a cerca de 120 km de Salvador, na manhã desta sexta-feira (28), e a polícia investiga se é do médico Andrade Lopes Santana, desparecido desde segunda-feira (24), quando saiu de Araci com destino a Feira de Santana.
Segundo a TV Subaé, o delegado Roberto Leal, da Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/de Feira de Santana), que investiga o caso, disse que o corpo tem características semelhantes ao do médico, mas ainda não há confirmação.
Uma equipe do Departamento de Polícia Técnica (DPT) irá realizar a perícia para identificação do corpo.
Segundo informações do Acorda Cidade, os peritos constataram um disparo de arma de fogo na nuca da vítima. Além disso, havia uma corda no braço amarrada a uma âncora para o corpo não subir.
Um celular foi encontrado na cintura.
O médico tem 32 anos e é natural do Acre. Ele mora em Araci, na região sisaleira da Bahia, e, segundo informações de colegas, teria ido a Feira de Santana encontrar amigos e comprar uma moto aquática. Desde então, não há notícias.
O carro de Andrade chegou a ser encontrado às margens da BR-101, em Conceição do Jacuípe, sem marcas de acidente e com as portas trancadas.
A mãe dele, Domitília Lopes, e outras seis pessoas da família chegaram a Feira de Santana e auxiliam nas investigações do desaparecimento do médico.
“Estou muito aflita, muito ansiosa. Meu filho desapareceu, e a gente está sofrendo muito. Ninguém sabe se está comendo, se está doente, se está mal, o que fizeram, onde está, o que aconteceu”, disse a mulher.
Ela destacou a lembrança de quando ele saiu da cidade de Epitaciolândia, interior do Acre, para exercer a medicina na Bahia, em 2016.
“Saiu de casa sozinho com o carro, colocou a mala e veio trabalhar aqui na Bahia”, relembr

.



Comentários